Chuva causa 2 mortes em MG

Em apenas 1 hora choveu 20% do esperado para todo o mês na região metropolitana de BH

Ivana Moreira, O Estadao de S.Paulo

24 de janeiro de 2009 | 00h00

As chuvas que castigaram Minas Gerais entre a tarde de quinta-feira e a madrugada de ontem provocaram duas mortes e muita destruição, sobretudo na região metropolitana de Belo Horizonte. A moradora de rua Margareth Rodrigues, de 31 anos, foi levada pela enxurrada no bairro Tirol, na zona oeste da capital, e morreu afogada. O menino Bruno Barbosa Coutinho, de 5 anos, foi arrastado para um bueiro em Tiros, na região do Alto Paranaíba. Seu corpo foi encontrado num córrego no início da madrugada de ontem.Em apenas uma hora, entre as 16 e 17 horas de quinta-feira, choveu 20% do que era esperado para todo o mês de janeiro na região metropolitana de Belo Horizonte, conforme o serviço meteorológico da Companhia de Energia Elétrica de Minas Gerais (Cemig). O Ribeirão Arrudas subiu quase 3 metros e transbordou inundando a Avenida Tereza Cristina - invadida pelas águas na noite de 31 de dezembro, provocando a morte de cinco pessoas.Carros foram arrastados pela enxurrada, árvores caíram e três casas desabaram. Pelo menos 110 pessoas ficaram desalojadas. Na madrugada de ontem, fortes chuvas voltaram a assustar os moradores, que cobraram obras para acabar com o risco de transbordamento do Ribeirão Arrudas na Tereza Cristina.A água subiu muito rápido, segundo moradores e comerciantes da avenida. Muitos deles não tiveram tempo para salvar seus pertences. O governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), e o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB), sobrevoaram ontem a região do Tirol. Segundo Aécio, uma licitação será aberta na próxima semana para a obra de concretagem de 2,5 quilômetros de extensão do leito do Arrudas com o objetivo de melhorar a vazão do ribeirão. Aécio também anunciou a liberação de linhas de crédito do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais para comerciantes atingidos pela enchente e prorrogação do vencimento de contas de água e luz dos moradores afetados.O prefeito confirmou ontem que Belo Horizonte investirá num sofisticado radar meteorológico, capaz de prever com precisão onde vão ocorrer os temporais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.