Chuva causa a morte de 5 pessoas no Rio

Pelo menos cinco pessoas morreram - entre elas duas crianças - e 34 ficaram feridas por causa da chuva que cai desde sexta-feira à noite em todo o Estado do Rio de Janeiro, causando transtornos principalmente na região metropolitana. A previsão é de que o mau tempo dure até terça-feira. Em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, uma casa desabou por volta das 4h. Rosane Pereira, de 42 anos, e as filhas Tainara Pereira, 7, e Tayane Pereira, 5, morreram soterradas. Os corpos ainda aguardam liberação no Instituto Médico Legal da cidade. A terceira filha de Rosane, Raquel, de 15 anos, foi retirada com vida dos escombros. Em Macaé, no norte fluminense, duas pessoas morreram e pelo menos 30 ficaram feridas numa batida entre um Siena e um ônibus da Viação Itapemirim que vinha do Espírito Santo com destino a São Paulo. Após a batida, os dois veículos caíram em um barranco, o que dificultou o resgate das vítimas. Os feridos leves foram socorridos nos hospitais municipais de Campos e Macaé. As vítimas estavam em estado grave e foram levadas para o Hospital da Polícia Militar de Macaé. Segundo o Corpo de Bombeiros, os mortos são dois homens de aproximadamente 25 e 45 anos, respectivamente. Um dirigia o Siena, o outro o ônibus.Na BR-040 (Rio-Juiz de Fora), em Petrópolis, na Região Serrana, um caminhão que transportava 30 mil litros de gasolina explodiu ao tombar no asfalto. O motorista Manoel Nazareth teve 85% do corpo queimado e sofreu queimaduras de primeiro e segundo graus. Ele foi socorrido e levado para o Hospital Santa Teresa, no Centro de Petrópolis, onde está internado em estado grave. Na Saúde, zona portuária do Rio, a queda de um muro provocou ferimentos em Martinho Diniz Araújo, de 40 anos, que sofreu um corte na perna, e sua mulher, ferida levemente na cabeça. Boletim divulgado pelo Corpo de Bombeiros no final da manhã deste sábado registrava 200 chamados desde o início da noite de sexta. Foram 53 colisões, 30 quedas de árvores, nove capotagens, dois desabamentos - um deles sem vítima. Seis pessoas foram retiradas de duas áreas inundadas, em Marechal Hermes e em Realengo. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a frente fria atingiu todo o Estado, principalmente a região metropolitana. O volume máximo de chuva foi de 52 milímetros, na Praça Mauá (região central) e no Alto da Boa Vista (zona norte). A média do mês de outubro é de 99 milímetros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.