Chuva causa duas mortes e deixa quatro feridos em MG

Um temporal que atingiu a cidade de Carlos Chagas, no Vale do Mucuri mineiro, provocou a morte de duas pessoas e deixou outras quatro feridas na madrugada de domingo, 10. As mortes foram confirmadas nesta segunda-feira pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec). As vítimas fatais e outras quatro pessoas estavam numa residência atingida pelo deslizamento de uma encosta, por volta das 3 horas. José Rodrigues da Silva, de 61 anos, e Ricardo Rodrigues Kretli, 22 anos, morreram soterrados. De acordo com a Cedec, as outras vítimas não sofreram ferimentos graves e foram encaminhadas para o Hospital Lourenço Westin.Desde outubro, 11 pessoas morreram no Estado vítimas das chuvas, conforme balanço da Defesa Civil. A Cedec informou que uma equipe saiu de Belo Horizonte para fazer um levantamento da situação em Carlos Chagas. De acordo com a prefeitura local, cerca de 100 pessoas ficaram desalojadas e estavam sendo levadas para abrigos municipais. A região do Vale do Mucuri sofre com as chuvas desde a última sexta-feira. Em Nanuque, a 603 quilômetros de Belo Horizonte, também foram registrados estragos e o município decretou estado de emergência. O rio Mucuri transbordou, alagando dois bairros e parte de uma avenida na região central. Conforme a Defesa Civil municipal, cerca de 50 famílias desabrigadas e desalojadas foram encaminhadas para casas de parentes e abrigos provisórios da prefeitura. A queda de barreiras provocou a interdição da MGT 418, nos quilômetros 68 e 70. A rodovia liga o Nanuque a Carlos Chagas. Agentes da Cedec se deslocaram também para Governador Valadares, no leste do Estado. Os temporais que atingiram o município no final de semana provocaram o transbordamento do córrego que corta os distritos de Brejaubinha, Santo Antônio do Porto e Nova Floresta, na zona rural. As águas chegaram até o telhado de algumas casas e moradores ficaram desalojados. Pelo menos dez casas sofreram danos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.