Chuva continua a causar transtorno no Estado do Rio

Uma criança, ainda não identificada, está desaparecida desde a noite desta quinta-feira em Paraíba do Sul, no interior do Estado. Ela teria sido levada pela correnteza do Rio Paraíba. Segundo a Defesa Civil, se confirmada sua morte, esta seria a 36ª vítima fatal das chuvas quecastigam o Estado desde o início do ano.Alguns bairros de municípios da BaixadaFluminense continuavam com ruas alagadas. Em todo o Estado, 2.045 pessoas estãodesabrigadas e 2.985 perderam suas casas.O município de São Francisco do Itabapoana, norte do Estado, ainda é o local em piorsituação: 356 pessoas estão desabrigadas e 445 permanecem na casa de parentes.Em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, o bairro Parque Amorim continuava com algumas ruas alagadas nesta sexta-feira. O município retirou 240 moradores de suas residências por estarem em área de risco.Em Magé, no Grande Rio, cerca de 80 famílias tiveram suas casas destruídas e outrascem foram condenadas. Como a chuva diminuiu, o trabalho da Defesa Civil Estadual tem sido de auxiliar as famílias que perderam suas casas por causa de deslizamentos de terra e enchentes.Nesta sexta, uma equipe da Defesa Civil Municipal esteve no centro da cidade distribuindocartilhas de como a população pode prevenir-se contra acidentes causados por deslizamentos e enchentes.O Instituto Nacional de Meteorologia informou que a frente fria está se dissipando, e aprevisão para os próximos dias é de tempo bom. Para hoje, está previsto céu parcialmente nublado a claro, com temperatura em elevação ao longo do dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.