Chuva dá lugar ao frio no RS; 8,2 mil estão desabrigados

Água continua baixando na parte alta da bacia do Rio Uruguai, divisa com Santa Catarina, mas alaga novas áreas, no curso médio, na fronteira com a Argentina, conforme corre para a foz

Elder Ogliari, O Estado de S. Paulo

01 de julho de 2014 | 19h31

PORTO ALEGRE - Depois de provocar inundações em todo o norte, noroeste e oeste do Rio Grande do Sul, a chuva deu lugar à garoa na segunda-feira e ao frio, com dia ensolarado, nesta terça-feira, 1.º. Apesar da nova situação, o número de desabrigados aumentou, de 8.169 na segunda-feira para 8.274 nesta terça-feira. A água continua baixando na parte alta da bacia do Rio Uruguai, na divisa com Santa Catarina, mas vai alagando novas áreas, no curso médio, na fronteira com a Argentina, à medida em que corre para a foz.

Em Iraí, o número de desabrigados caiu de 1,3 mil no final de semana para 600 nesta terça-feira. Ao mesmo tempo, São Borja passou de nenhum desabrigado para cerca de 1,8 mil. Outras cidades da fronteira, como Porto Xavier e Itaqui, enfrentam problemas semelhantes. Levantamento da Defesa Civil indica que, dos 80 municípios afetados pelas enchentes, 33 decretaram situação de emergência, entre os quais São Borja, Vicente Dutra, Barão de Cotegipe e Pinheirinho do Vale. Iraí decretou estado de calamidade pública.

Segundo boletim do 8.º Distrito de Meteorologia, a temperatura, que chegou a 2,4°C na madrugada desta terça-feira, pode cair para 0°C ao amanhecer desta quarta-feira, 2, quando, com céu limpo, há perspectiva de geada. O tempo passa a parcialmente nublado, com possibilidade de chuva em áreas isoladas na quinta-feira, e nublado com pancadas de chuva na sexta-feira. Depois da queda na madrugada desta quarta-feira, a temperatura vai subir e poderá chegar a 27°C na tarde de sexta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.