Chuva dá trégua mas Ubatuba continua em estado de alerta

A Defesa Civil do Estado de São Paulo e técnicos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas vistoriaram mais uma vez as áreas de risco da cidade de Ubatuba, no Litoral Norte Paulista. Apesar da chuva ter dado uma trégua ? choveu 11,4 milímetros cúbicos nos últimos três dias ? o município continua em estado de alerta por causa dos morros e das áreas que ainda estão encharcadas. ?Choveu pouco mas as áreas ainda estão com muita água infiltrada?, contou o chefe da Defesa Civil de Ubatuba, Arli Cruz. De acordo com o Plano de Preventivo da Defesa Civil o parâmetro para que um município entre em estado de alerta é de 80 milímetros cúbicos de chuva acumulada em três dias. Segundo Cruz, a equipe da Defesa Civil do Estado voltará a Ubatuba em dois dias para novas fiscalizações. Oito casas foram interditadas por estarem em locais perigosos, com risco iminente de deslizamento. As famílias foram levadas para casas de parentes e de vizinhos. Ubatuba tem 27 áreas de risco e cerca de 2.400 pessoas morando em locais com problemas de deslizamento ou enchente. Além de vistoriar as áreas de risco os técnicos também instalaram pluviômetros na praia de Picinguaba. Amanhã, um novoequipamento para medir a quantidade de chuva será instalado no Saco da Ribeira. Segundo previsão do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) a chuva no Litoral Norte deve continuar até o próximo sábado. Haverá períodos de melhorias e pancadas de chuva, principalmente no fim do dia.Em São José dos Campos a chuva da noite de ontem provocou alagamento em seis casas da região do bairro Galo Branco. Apesar da queda d?água a situação no município, que tem 20 áreas de risco, está controlada, segundo o engenheiro da Defesa Civil da cidade, Gustavo do Vale. ?Todos os dias estamos monitorando a quantidade de chuva. É ela quem norteia as ações da defesa civil?. O bairro que mais preocupa em São José dos Campos é o Rio Comprido, onde, por causa da geografia do local, há risco de deslizamentos constantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.