Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Chuva deixa 12 pontos de alagamentos e provoca transbordamento de rios

A chuva que atinge a capital paulista já deixou doze pontos de alagamentos, seis deles intransitáveis. Toda a cidade permanece em estado de atenção. O Ribeirão dos Meninos tansbordou na altura do quilômetro 13 da Via Anchieta, no limite de municípios entre São Bernardo do Campo, no ABC paulista, e São Paulo. Segundo informações da Polícia Rodoviária, há um grande congestionamento nos dois lados da pista porque ela está totalmente bloqueada pela água. Na Avenida do Estado, o Rio Tamanduateí transbordou no trecho pertencente à região do ABC paulista.O Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE) decretou também estados de atenção para transbordo na região do Rio Aricanduva, Córrego Ipiranga, Córrego Cabuçu de Baixo, Córrego Cabuçu de Cima e Rio Itaquera. O Rio Tamanduateí está em estado de alerta para transbordo na região das avenidas Paes de Barros e Prof. Luiz Inácio de Anhaia Mello.Os pontos de alagamentos intransitáveis registrados até o momento são: Avenida Tancredo Neves, perto da Avenida Nossa Sra. das Merces, Imigrantes / Anchieta; Avenida Paes de Barros, próximo da Avenida Prof. Luiz Ignácio Anhaia Mello, nos dois sentidos; Rua Vergueiro, na altura da Praça Gaúcha; Rua Dom Lucas Obes, próximo da Juntas Provisórias, sentido Ipiranga / Vila Prudente; Avenida Abraão de Moraes, altura da Rua Fagundes Filho, sentido: Santos / São Paulo e na Avenida Radial Leste, entre as avenidas Melchert e Margarida Maria Alves, sentido: Bairro / Centro.Estação da LuzA Estação da Luz, na região central, foi fechada pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) a partir das 17h15 até às 18h10 por causa de um alagamento. Segundo informações da assessoria de imprensa da empresa, quando a água cobre os trilhos os trens não circulam por questão de segurança. Um dos motivos que provocou o alagamento foi uma tubulação da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) que, devido ao volume elevado de chuva, gera um refluxo intenso de água inundando as vias férreas nos dois sentidos. No momento os trens estão circulando naquele trecho, mas não páram na Estação da Luz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.