Chuva deixa 30 municípios de SP em situação de emergência

Subiu de 24 para 30 o número de municípios em situação de emergência no Estado de São Paulo por causa das fortes chuvas, segundo dados da Operação Verão, da Coordenadoria Estadual da Defesa Civil. De segunda-feira, 29, até esta quarta-feira, 31, foram incluídas as cidades de Cândido Rodrigues, Jales, Santo Anastácio, Santa Rosa do Viterbo, São José do Rio Pardo e São Sebastião da Grama. No Estado, 324 pessoas continuam desabrigadas. Na terça, as chuvas provocaram deslizamentos de terra e quedas de árvores em Santo André, região do ABC paulista. De acordo com a Defesa Civil, foram destruídas residências, ruas, e sistemas de drenagem próximos à represa Billings, no Jardim Irene e Clube de Campo. No Jardim Irene, um deslizamento atingiu dez residências de madeira, além de afetar 300 pessoas e deixar 33 pessoas desalojadas. Não houve registro de feridos, mortos ou desabrigados.Previsão de chuvasAs defesas civis dos Estados do Maranhão, Pará, Rondônia, Amazonas, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram alertadas, nesta quarta-feira, 31, pela Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec),quanto à possível ocorrência de chuvas fortes entre esta quarta, 31, e sexta-feira, 2.As áreas de instabilidades tropicais formarão nuvens carregadas que podem provocar ainda nesta quarta pancadas de chuva no sul do Maranhão, acompanhadas de descargas elétricas. Em Rondônia e sul do Amazonas, há risco de chuva forte com descargas elétricas até esta quinta-feira, 1º. A Sedec alerta que, nos próximos dois dias, as chuvas que atingirão o centro sul, leste e nordeste paraense serão intensas e acompanhadas de descargas elétricas. Até sexta-feira, 2, os temporais persistirão nos Estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Em alguns momentos, as chuvas serão acompanhadas de descargas elétricas e rajadas de vento de até 60 quilômetros por hora. Já na próxima sexta-feira, 2, o alerta é válido apenas para o norte do Mato Grosso do Sul. A Sedec orienta que a população evite áreas de alagamento e locais com pouca ou nenhuma proteção contra raios e ventos fortes. Alerta-se, também, para o risco de deslizamento de encostas, morros e barreiras. Os avisos foram baseados em informações do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.