WILTON JUNIOR/ESTADAO
WILTON JUNIOR/ESTADAO

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Chuva deixa Rio em estado de atenção

Defesa Civil acionou 32 sirenes em 21 comunidades por causa da chuva

Renata Batista, O Estado de S.Paulo

03 de março de 2019 | 18h56

RIO - A Defesa Civil informou agora que acionou 32 sirenes em 21 comunidades por causa da chuva que começou a cair no fim da tarde deste domingo, 3,  no Rio de Janeiro. A orientação é para que os moradores sigam para os pontos de apoio. Entre as regiões que tiveram o alerta acionado estão comunidades que são berço de algumas das maiores escolas de samba da cidade, como o morro do Salgueiro, cuja agremiação será a quarta a desfilar na madrugada desta segunda-feira, e a Unidos da Tijuca, que encerra a primeira noite de apresentações. 

A chuva causou bolsões de água em vários bairros da cidade, como Ipanema, Leblon, Jardim Botânico, Tijuca, Vila Isabel. A maior intensidade foi verificada nas estações de medição do Jardim Botânico (42,8 mm), Rocinha (18,8 mm), Vidigal (14,4 mm) e Urca (14 mm) , na zona sul; Alto da Boa Vista (31 mm), Muda (28,4 mm) e Tijuca (24,2), na zona norte; e Jacarepaguá (14,2 mm), na zona oeste.  

A menos de quatro horas do início do desfile das escolas de samba do grupo especial, previsto para 21h15, a cidade do Rio entrou em estado de atenção, com possibilidade de chuva forte a moderada. Desde as 16h, o Centro de Operações Rio reporta precipitações em vários pontos da cidade. Alguns dos maiores blocos da cidade, como o Simpatia é Quase Amor, interromperam o desfile por conta da forte chuva, que começou na zona oeste e se encaminhou para os bairros da zona ul e do centro. 

Com muito lixo nas ruas, vários bairros das Zonas Norte, Sul e central  alegaram. Em Ipanema e Leblon, em menos de meia hora, a água atingiu quase meio metro em alguns pontos e chegou a entrar em alguns estabelecimentos comerciais das ruas Visconde de Pirajá e Aníbal de Mendonça, região que tem um dos IPTUs mais caros da cidade. A chuva também interrompeu o bloco Areia, que reuniu o maior número de foliões neste domingo de Carnaval, mais de 320 mil pessoas, de acordo com levantamento da Riotur. 

Na Tijuca, água também atrapalhou a folia das 1500 pessoas que se reuniam na Marcha Nerd, bloco que homenageia o universo Geek, com personagens e músicas de desenhos, séries e filmes. A precipitação alagou a Praça Xavier de Brito. 

Ao longo da Av. Presidente Vargas, onde as primeiras escolas a desfilar já posicionam os carros alegóricos, a chuva começou a cair por voltas das 17h30. O Império Serrano abre o desfile, seguido pela Viradouro. No total, sete escolas se apresentarão hoje. 

Na sexta-feira, primeiro dia de desfile das escolas do grupo de acesso, a entrada da primeira escola atrasou em mais de uma hora. A forte precipitação que caiu no início da noite alagou o sambódromo (Passarela Professor Darcy Ribeiro). Alguns bueiros estavam entupidos e impediram o escoamento da água. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.