Chuva deixa zonas leste e sul de SP em estado de atenção

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) decretou estado de atenção nas zonas leste e sul de São Paulo, além da região sudeste e a Marginal Pinheiros, às 16h30 deste domingo, devido à forte chuva que atinge a cidade. Também chove nos bairros de Perus e Jaraguá, na zona norte da cidade.Às 17h30, o Centro de Gerenciamento de Emergências registrava sete pontos de alagamento na capital, sendo seis deles em situação transitável: na Avenida Bernardino de Campos; na Rua Vergueiro, próximo à Avenida Doutor Ricardo Jafet; dois na Avenida Professor Abraão de Morais, na região da Avenida Bosque da Saúde e do Viaduto Ministro Aliomar Baleeiro; na Avenida Tancredo Neves, próximo à Rua Nossa Senhora da Saúde; e no Túnel Ayrton Senna. Um ponto de alagamento na Avenida 23 de Maio, próximo ao Viaduto General Euclides de Figueiredo, permanece em situação intransitável. A Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, já alertava para chuva forte entre este domingo e segunda-feira, 1º de janeiro, no Estado. Além disso, pode chover forte também no Triângulo Mineiro e oeste de Minas Gerais, no sudeste do Mato Grosso, e nos estados de Goiás, no Mato Grosso do Sul e Paraná.Segundo a Defesa, no Paraná, São Paulo, Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso as pancadas de chuva são típicas de verão e acontecem principalmente à tarde e à noite. A chuva poderá vir acompanhada de descargas elétricas e de rajadas de vento de até 60 km/hora no Mato Grosso do Sul; em Goiás; em Minas Gerais; no oeste e norte paranaense; no centro, norte e oeste paulista. A Sedec orienta a população a evitar áreas de alagamento e locais com pouca ou nenhuma proteção contra raios e ventos fortes. Alerta-se, também, para o risco de deslizamento de encostas, morros e barreiras.Matéria alterada às 17h48 para acréscimo de informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.