Chuva deve continuar em Pernambuco e Alagoas

Chuva fina é o que traz perigo de alagamentos e enchentes, pois ela é constante e pode encharcar o solo, diz coordenadora do Laboratório de Meteorologia de Pernambuco

Solange Spigliatti, do estadão.com.br

23 de junho de 2010 | 09h51

SÃO PAULO - As pancadas de chuva devem atingir os Estados de Pernambuco e Alagoas, na região Nordeste do país, nos próximos dias, segundo previsão da Climatempo e do Laboratório de Meteorologia de Pernambuco.

 

Veja também:

linkNúmero de mortos no NE sobe para 44

linkProdutos doados às vítimas em AL têm isenção de ICMS

linkAL antecipa férias para usar escolas como abrigo

 

Em Pernambuco, que está em estado de alerta desde a última quinta-feira, 17, por conta dos temporais, as pancadas de chuva se alternam com períodos de melhoria nos próximos três dias, segundo a coordenadora do Laboratório de Meteorologia de Pernambuco, Francis Lacerda.

 

"Essas pancadas de chuva são típicas da região neste período do ano", explica Francis. A chuva fina aparece ao longo do dia, com períodos de sol. A chuva volta a atingir o Estado à noite e durante a madrugada. "Essa chuva fina é o que traz perigo de alagamentos e enchentes, pois ela é constante e pode encharcar o solo, prejudicando o escoamento da água", explica a coordenadora.

 

"Apesar da ocorrência de chuvas, não há previsão de chuva intensa, apenas com pancadas de chuva moderada, mas nada parecido como ocorreu na última semana", compara Francis.

 

Segundo a Climatempo, voltou a chover moderadamente em Maceió, Alagoas, na noite de ontem e na madrugada de hoje. Não estava chovendo por volta das 8 horas, mas segundo a medição do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), entre 8 horas de ontem e 8 horas de hoje choveu 34 milímetros sobre a cidade. A chuva caiu quase toda a partir 19 horas de ontem.

 

Na região Nordeste, a previsão é de chuva em pontos isolados, por conta de uma nova frente fria que se aproxima do litoral sul da Bahia hoje. Faz sol, mas pode chover a partir da tarde e o vento fica mais forte.

 

Nas demais áreas do litoral baiano, no Recôncavo, na região de Paulo Afonso e em Sergipe, o sol aparece o dia todo e chove rápido. No litoral, na zona da mata e no agreste entre Pernambuco e o Rio Grande do Norte e em Alagoas, o céu fica com muitas nuvens e chove várias vezes. Chove rápido no norte entre o Maranhão e o Piauí.

 

A frente fria provoca aumento de nuvens sobre o sul da Bahia na quinta. A temperatura cai e ocorrem várias pancadas de chuva que intercalam com aberturas de sol fraco. No leste baiano, na Chapada Diamantina, no Sergipe, em Alagoas e no litoral, na zona da mata e no agreste entre o Rio Grande do Norte e Pernambuco o sol aparece e chove a qualquer hora do dia. No litoral e no norte do Maranhão, o sol aparece forte e chove rápido.

 

Na sexta-feira, a frente fria avança e fica próxima do litoral da Bahia. No sul da Bahia e do Planalto da Conquista, o dia fica nublado e chove várias vezes. O sol aparece fraco e muitas nuvens crescem nas outras áreas do leste do Nordeste, onde ocorrem várias pancadas de chuva entre o Recôncavo baiano e o Rio Grande do Norte. A chuva pode ser moderada. O sertão de Pernambuco e as outras áreas do Nordeste continuam com sol forte. Chove rápido no litoral e no norte maranhense.

 

No sábado, a frente fria fica praticamente parada ao largo do litoral da Bahia, favorecendo a formação de nuvens que provocam chuva a qualquer hora no Sergipe, na Chapada Diamantina(BA) e na Região do Recôncavo. No litoral sul da Bahia e nas demais áreas do leste da Região, o sol aparece entre muitas nuvens e chove a qualquer hora com até moderada intensidade. O sol aparece nas demais áreas da Região e chove rápido no litoral do Ceará, do Piauí e do Maranhão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.