Chuva e excesso de veículos complicam o trânsito em SP

O excesso de veículos e os alagamentos provocados pela forte chuva que atingiu a capital paulista complicaram o trânsito na noite desta terça-feira, 3. Às 19 horas, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou 113 quilômetros de congestionamento em toda a cidade, índice um pouco acima da média para o horário que é de 108 km. Dos nove pontos de alagamento registrados durante o temporal, pelo menos dois continuavam ativos, porém transitáveis até o início da noite. A chuva cessou e o Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura (CGE) suspendeu o estado de atenção. Segundo o CGE, a região mais atingida pelo temporal foi a zona sul da capital onde foram registrados ventos de até 90 km/hora. O pior trecho de lentidão enfrentado pelo motorista estava na pista expressa da Marginal do Pinheiros, rumo a Interlagos, onde o engarrafamento era de 5,5 quilômetros, entre as pontes Jaguaré e Ary Torres. No Corredor Norte-Sul, formado pelas avenidas 23 de Maio, Rubem Berta e Moreira Guimarães, rumo ao Aeroporto de Congonhas, na zona sul, a lentidão era de 4,9 quilômetros, desde a Praça da Bandeira até o Viaduto Euclides Figueiredo. Já na Radial Leste, sentido bairro, o trânsito estava carregado por 3,8 quilômetros, desde a Rua Piratininga até o Viaduto Pires do Rio. A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil registrou a queda de cinco árvores na zona sul da cidade entre 16h20 e 17 horas. Porém, não houve registro de feridos. Segundo a coordenadoria, três delas caíram sobre residências nos bairros Parque Jabaquara, Jardim Lusitânia e Brooklin. Na Rua Acruás, altura do número 256, no Jardim Aeroporto, uma árvore caiu em cima de um veículo. Já na Vila Santa Catarina, uma árvore está interditando o trânsito na Rua Gustavo Silveira, altura do 1371. Aeroporto O forte vento que atingiu bairros da zona sul destruiu completamente quatro hangares comerciais que abrigavam helicópteros e pequenos aviões das empresas Flamingo, Morro Vermelho, Première e TAM. Os telhados dos hangares das empresas Flamingo, Morro Vermelho, Première e TAM foram totalmente deslocados para a rua e atingiram o telhado de algumas casas. Em entrevista à Rádio Eldorado AM, o tenente Guido Eugênio, do Corpo de Bombeiros, informou que duas pessoas sofreram ferimentos leves. Só não havia confirmação se as vítimas seriam funcionários dos hangares ou moradores. Os bombeiros continuam as operações no local para verificar se há mais feridos. Devido aos fortes ventos, as operações de pouso e decolagens foram suspensas no aeroporto das 16h03 até as 16h30. Além da ventania, segundo a assessoria da empresa, as imediações do aeroporto também estavam sem energia elétrica. A iluminação em Congonhas era mantida por meio de um gerador. Até o fechamento da pista, a Infraero contabilizava apenas cinco decolagens com atrasos superiores a 45 minutos, das 203 programadas para esta tarde. O número representa 2,5% dos vôos programados das 5h30 às 16 horas. Energia Duas linhas de subtransmissão de energia da Eletropaulo foram atingidas por raios durante o temporal, às 16h06 . Com isso, cinco Estações Transformadoras de Distribuição (ETDs) da Eletropaulo suspenderem o abastecimento de energia elétrica para os bairros Santo Amaro, Moema, Planalto Paulista, Higienópolis, Jd. Aeroporto, Vila Clementino, Alto da Boa Vista, Saúde e Vila Mariana. Segundo a empresa, "técnicos estão percorrendo as Linhas de Subtransmissão para sanar o problema o mais rápido possível". Alagamento na Dutra A pista lateral da Rodovia Presidente Dutra, sentido Rio de Janeiro apresentava quatro quilômetros de lentidão, a partir do quilômetro 227, ainda na região de São Paulo, por conta de um alagamento no acesso à Rodovia Fernão Dias, segundo informações da Nova Dutra, que administra a estrada e da Polícia Rodoviária Federal. Já na pista lateral do sentido contrário da Dutra, o motorista enfrenta lentidão de 2 quilômetros, a partir do quilômetro 229, também devido a um alagamento no acesso ao bairro Café Jardim. Nas outras estradas que cortam o município de São Paulo, o tráfego era normal.

Agencia Estado,

03 Abril 2007 | 19h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.