Chuva e excesso de veículos complicam trânsito em SP

Os motoristas enfrentavam trânsito complicado na tarde desta quarta-feira, 14, por causa do temporal que atingia a capital paulista e também por conta do excesso de veículos. Às 17 horas, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou 73 quilômetros de congestionamento, índice acima da média para o horário, que é de 53 quilômetros.O pior trecho estava na pista expressa da Avenida dos Bandeirantes, rumo a Interlagos, onde o engarrafamento era de sete quilômetros, desde a Marginal do Pinheiros até o Viaduto Aliomar Baleeiro. Também havia problemas no Corredor Norte-Sul, formado pelas avenidas 23 de Maio, Rubem Berta e Moreira Guimarães, em direção a Santana, onde o motorista reduzia a velocidade por 6,5 quilômetros, entre os viadutos Indianópolis e Jaceguai.Já na pista expressa da Marginal do Tietê, sentido Lapa-Penha, o trânsito está carregado por 5,5 quilômetros, entre as pontes Bandeirantes e Limão. Alagamentos Como a chuva ainda era intensa por volta das 17h15, o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) mantinha o estado de atenção em toda a cidade. Pelo menos sete ponto de alagamentos haviam sido registrados neste horário, sendo três intransitáveis: Avenida Roque Petroni Júnior, sentido da Marginal do Pinheiros, na altura da Avenida Santo Amaro; Avenida Professor Abraão de Morais, sentido São Paulo, na altura da Rua Ribeiro Lacerda e também na Avenida Tancredo Neves, em direção ao Sistema Anchieta-Imigrantes, perto da Rua Nossa Senhora das Mercês. Trens e Metrô Os trens do Metrô de São Paulo circulavam com velocidade reduzida em quatro das cinco linhas, às 17 horas, por conta da forte chuva. A restrição atingia as linhas 1- Azul (Jabaquara - Tucuruvi), 2 - Verde (Chácara Klabin - Vila Madalena), 3 - Vermelha (Corinthians - Itaquera) e 5 - Lilás (Capão Redondo - Largo Treze). Já o sistema da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) operava normalmente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.