Chuva e frio continuam até o fim de semana

O carioca, que viveu um período de estiagem na cidade por quase um mês, agora reclama da chuva, que não pára há cinco dias. A frente fria que chegou ao Estado no sábado passado se intensificou nesta quarta-feira, 2, e só deverá se dissipar no próximo fim de semana. A chuva provocou problemas no trânsito da cidade durante todo o dia, especialmente pela manhã, quando as pessoas saíam de casa para o trabalho. O mau tempo atrapalhou as operações de pouso e decolagem no aeroporto Santos Dumont, por onde circulam vôos da ponte aérea Rio-São Paulo. A pista ficou fechada por duas horas. Já o aeroporto internacional Tom Jobim funcionou normalmente. A Defesa Civil não registrou ocorrências graves. Motoristas enfrentaram vias com grandes poças d´água, que provocaram engarrafamentos. Trajetos feitos normalmente em meia hora, como da zona sul ao centro, duraram até 1h30, por conta das retenções. No mar, a ressaca continua. Bombeiros estão em estado de alerta.Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a mínima de ontem foi 16,2 graus, no Alto da Boa Vista, registrada de madrugada; a máxima, 21,7 graus, na Praça Mauá. A meteorologista Marlene Leal explicou que a intensa circulação no oceano contribuiu para a piora o tempo e que somente no fim de semana o quadro vai mudar. O Inmet prevê que as temperaturas subirão e a chuva cessará.São PauloEm São Paulo, o cenário não foi diferente. O tempo ficou fechado e com garoa durante o dia todo. Para quinta-feira, 3, a previsão é de que a umidade comece a diminuir, provocando uma pequena melhora no tempo após o meio-dia, o que deve trazer algumas aberturas de sol. Mas, o tempo só ficará firme e com bastante sol a partir da tarde de sexta-feira, 4, situação que deve se prolongar no fim de semana. Em São Paulo, a situação só é diferente no norte do Estado, na região de Ribeirão Preto, onde já faz bastante sol nesta quarta com uma temperatura máxima esperada de 29 graus. Frio no SulNo Rio Grande do Sul, a madrugada gelada deixou duas pessoas mortas, nesta quarta-feira, 2. Em Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre, uma mulher de aproximadamente 40 anos, não identificada, foi encontrada morta numa praça, onde teria passado a noite ao relento. Em Ametista do Sul, no noroeste do Estado, o indigente João dos Santos Portela, de 36 anos, morreu durante a noite no pátio de um clube onde costumava dormir.As estações do 8º Distrito de Meteorologia registraram 0,6 grau negativo em Bagé e 0,4 grau negativo em Pelotas, cidades que também tiveram fortes geadas. A temperatura máxima do dia foi de 21,8 graus à tarde, em Iraí, no noroeste. Em Porto Alegre, a variação foi de 3,2 graus e 15,2 graus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.