Chuva enfraquece, mas frio aumenta em SP

A meteorologista da empresa Climatempo, Josélia Pegorim, avisa que a previsão do tempo para os próximos dias não é nada animadora, por causa dos ventos úmidos que sopram do mar e da enorme massa de nuvens chuvosa, que está se deslocando muito lentamente para Minas Gerais e para o Rio de Janeiro. Com isso, o céu continua carregado no litoral e na Grande São Paulo, porém, chove mais fraco nesta terça-feira. A chuva diminui no centro-oeste do Estado e há possibilidade de pequenas aberturas de sol à tarde. O norte, que até teve sol no fim de semana, fica mais chuvoso.A frente fria que passou por São Paulo provocou, até as 15h da segunda-feira, 47 milímetros de chuva, segundo o meteorologista Leandro Della Vedova do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O total de chuva acumulado neste mês, 79,2 milímetros, é mais que o dobro do índice normal de 39 milímetros e já pode ser considerado um dos maiores em julho, desde 1990 - quando choveu 121 milímetros, diz Pegorim. Ela acrescenta que é muita chuva para um mês de inverno e que, apesar do frio, a média das temperaturas deste mês está acima do padrão. A média das mínimas está em 14,3 graus, quase 3 graus acima do normal de 11 4 graus. A das máximas, 22,8 graus, está 8 décimo de grau acima do normal de 22 graus.Onda de frio mais forte do ano chega a SP e Rio nesta terçaA pior onda de frio deste ano deve chegar ao Sudeste do País nesta terça-feira, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (InMet). A temperatura média vai cair aproximadamente 8 graus centígrados em cinco dias.A massa de ar polar subiu pelo oceano, poupando Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, mas deverá atingir o Sudeste do Estado de São Paulo, além do Rio de Janeiro e Minas Gerais. A temperatura mínima em São Paulo poderá chegar a 5 graus centígrados e o frio deverá se manter por mais de uma semana."Este não é o inverno mais rigoroso dos últimos anos, mas esta é, com certeza, a massa de ar mais fria até agora. Ela vem logo após essa frente úmida e a umidade faz aumentar a sensação de frio. Ela vem muito forte e vai fazer frio durante uns sete a dez dias", explica Expedito Ronald Gomes Rebello, chefe da Divisão de Meteorologia Aplicada do InMet.

Agencia Estado,

20 de julho de 2004 | 02h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.