Chuva faz mais uma vítima em Salvador

Número de óbitos causados por deslizamentos de terra e desabamentos em Salvador no último mês já soma 20

Tiago Décimo, O Estado de S. Paulo

18 Maio 2015 | 14h26

SALVADOR - A chuva que voltou a cair forte na capital baiana no fim de semana deixou mais uma vítima na manhã desta segunda-feira. Depois de ter a casa onde morava, na Ladeira da Preguiça, no bairro do Comércio, na Cidade Baixa, atingida por um muro que desabou, de um prédio vizinho, por volta das 8 horas, Oberdan dos Santos Barbosa, de 32 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital. O irmão dele, Wesley, de 33 anos, que também estava no imóvel, ficou ferido, mas não corre risco de morrer. De acordo com moradores da região, a família que morava no prédio do qual o muro ruiu deixou o local ontem, por medo que a construção desabasse.

Com a morte de Oberdan, subiu para 20 o número de óbitos causados por deslizamentos de terra e desabamentos de imóveis em Salvador no último mês, por causa das fortes chuvas que atingem a cidade. No caso mais grave registrado este ano, 11 pessoas morreram depois de um deslizamento de terra destruir quatro casas na comunidade do Barro Branco, no dia 27.

Por causa da situação, a prefeitura promove campanhas de publicidade pedindo para que moradores de áreas consideradas de risco deixem os imóveis - a administração municipal diz garantir alojamento ou o pagamento do Aluguel Social (aporte mensal de R$ 300, por até um ano) e do Auxílio-Emergência (até três salários mínimos, para perdas materiais) a quem sair das residências ameaçadas. Equipes do Exército colaboram na retirada dos bens dos desabrigados de seus imóveis.

Além disso, a prefeitura estuda entrar com ações judiciais contra moradores de áreas catalogadas como de alto risco pela Defesa Civil que estejam resistindo a deixar os imóveis. "Temos a responsabilidade de zelar pelos cidadãos", justifica o prefeito, Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM).

Apenas na manhã desta segunda-feira, a Defesa Civil de Salvador havia registrado 89 ocorrências relacionadas com a chuva, das quais 25 deslizamentos de terra e três desabamentos totais ou parciais de imóveis. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o clima deve ficar instável durante toda a semana.

Mais conteúdo sobre:
Salvador chuva desabamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.