Chuva fecha pista de Congonhas e gera atrasos de 5 horas

A pista principal do Aeroporto de Congonhas foi interditada entre 12h19 e 15h54 deste domingo por causa da chuva que atingiu São Paulo. As quase quatro horas de interdição provocaram mais um dia de crise. Os atrasos chegaram a mais de cinco horas. Os vôos da TAM eram os mais atrasados porque as aeronaves da companhia, Airbus 320, eram grandes demais para serem remanejados para a pista auxiliar. Mesmos os vôos da Gol e da Varig - que utilizam aeronaves menores da Boeing- sofreram atrasos, pois a pista auxiliar ficou sobrecarregada.Mesmo após a liberação da pista, os atrasos continuavam. Às 19h30, 27 vôos da TAM, 12 da Gol e10 da Varig não tinham previsão de saída. O mais atrasado era o vôo 9716 da TAM que deveria ter decolado às 14h30 para Porto Alegre. Revoltados com a falta de informação, os 173 passageiros protestavam na frente do balcão de check-in. "Chega de palhaçada, a TAM é uma furada", gritavam em coro. O funcionário Meireles, responsável pelo atendimento, disse apenas que a companhia não sabia ainda em qual aeronave os passageiros embarcariam.Na sala da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a TAM foi a campeã de reclamações. Em apenas uma hora, pelo menos 15 grupos de passageiros registraram queixa contra a companhia por cancelamento de vôos, desvio de aeronaves para outras rotas, falta de informação e overbooking. A Anac não permitia o registro de queixa por atraso, alegando que se tratava de causa meteorológica.Os passageiros Rafael Martinati, de 30 anos, e Felipe Moz, de 20, deveriam ter embarcado no vôo 3645 direto de Campinas para Porto Alegre às 15h45. Mas eles aceitaram R$ 300,00 da TAM e foram remanejados para Congonhas, onde não puderam embarcar por causa do atraso nos vôos. Outros passageiros não aceitaram acordo e prometem processar a empresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.