Chuva forte em Piracicaba. Três pessoas somem na enxurrada

Três pessoas continuavam desaparecidas no início da noite de hoje, em Piracicaba, após terem sido arrastadas por uma enxurrada ocorrida por volta das 18h30 do dia anterior. O Corpo de Bombeiros da cidade manteve duas equipes de busca vasculhando o Rio Piracicaba em busca das vítimas, mas os trabalhos foram encerrados à noite e serão retomados amanhã de manhã. Segundo o major Eduardo Belezia, as vítimas estavam dentro de um Fusca, arrastado pela correnteza das chuvas para umcórrego que deságua no Piracicaba. O veículo era ocupado por Sueli Regina Poletto Martins, de 37 anos, seus filhos WilliamMartins, de 15 anos, Wellington Martins, de 5 anos, e a namorada do rapaz, identificada como Rafaela. Quando o carro começou a ser arrastado pela enxurrada, Sueli conseguiu sair, ajudada por pessoas que passavam pelo local.Mas os adolescentes e o menino permaneceram no interior do automóvel. Os bombeiros localizaram o Fusca ainda na noite deontem, depois que as águas do córrego baixaram, mas não havia nenhum ocupante. Belezia comentou que as chuvas intensas, que chegaram a 50 milímetros, duraram perto de 50 minutos e foram precedidas defortes ventos. Ele comentou que entre 18h30 e 23h30 os bombeiros atenderam a 300 chamadas, de quedas de árvores adesabamento de muros. A Assessoria de Imprensa da prefeitura de Piracicaba informou que o caso mais grave foi o desaparecimento dos trêsmoradores. Segundo a Assessoria, embora tenham ocorrido destelhamentos, nenhuma família ficou desabrigada. A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes recebeu cerca de 70 chamados por causa de enchentes, principalmente nas avenidas Armando de Salles Oliveira e 31 de Março.A prefeitura colocou hoje, conforme a Assessoria, 70 funcionários nas ruas para limpar bueiros e avaliar os estragos do temporal. Até o final da tarde, os prejuízos ainda não estavam calculados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.