Chuva forte inunda ruas e casa na região metropolitana de SP

A chuva do fim da tarde de hoje deixou pessoas ilhadas, casas e ruas inundadas e carros parados em toda a região metropolitana de São Paulo. No ABC, a situação foi mais grave em Santo André, que teve muitos pontos de alagamento. Em São Caetano, a Avenida Guido Aliberti ficou inundada. Os bombeiros vão continuar na segunda-feira a busca de dois homens que teriam sido arrastados pela enxurrada na zona leste da capital.Os bairros de São Miguel e Itaim Paulista, na zona leste, foram os mais atingidos. Um muro desabou sobre uma mulher que estava em um ponto de ônibus e ela fraturou uma das pernas. Às 18h40 os bombeiros foram chamados para retirar da Represa Billings uma pessoa que estava nadando e se afogou.O Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE) decretou estado de alerta em toda a capital. O Córrego Pirajuçara, na zona oeste, e o Rio Tamanduateí transbordaram. Pontos de alagamento também foram registrados nas Marginais do Pinheiros e do Tietê. As águas do Córrego Pirajuçara atingiram a Avenida Francisco Morato, no sentido bairro-centro, que ficou intransitável na altura da Rua José Félix.A situação também ficou complicada na zona sul, onde o CGE decretou estado de emergência. A água invadiu a pista expressa da Marginal do Pinheiros, no sentido Santo Amaro-Jaguaré, na altura da Ponte Engenheiro Ary Torres. Na Rua Texas, no Brooklin parte de uma residência desabou, mas não houve vítimas.GP - A chuva prejudicou a saída de quem foi assistir ao Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, que terminou às 15h40, mesmo horário em que a tempestade começou. Às 17h30, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou 14 quilômetros de lentidão nas ruas perto do Autódromo de Interlagos.Na Avenida Rebouças, o trânsito ficou prejudicado no sentido centro-bairro, entre a Rua Estados Unidos e a Avenida Brasil. O mesmo ocorreu no cruzamento da Rebouças com a Henrique Schaumann.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.