Chuva pára São Paulo no último dia útil

A forte chuva que atingiu São Paulo na tarde desta sexta-feira pôs toda a cidade em estado de atenção. O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura detectou 44 pontos de alagamento, 23 intransitáveis. "A precipitação estava prevista em decorrência das fortes temperaturas", disse o técnico em meteorologia do CGE Adilson Nazário. "A formação teve início por volta das 14 horas nas zonas sul, região de Parelheiros, e leste, área de Sapopemba." No centro, chegou a chover granizo. O índice médio em toda a cidade foi de 14,2 milímetros - o máximo foi registrado na Consolação, 41 mm.Segundo Nazário, o deslocamento da massa de chuva foi muito lento. No último dia útil do ano, centenas de motoristas ficaram ilhados em pontos como a Rua Turiaçu com a Praça Marrey Júnior, na zona oeste. No local, a água chegou à altura de 1 metro. Também ficaram impedidas a Radial Leste, na altura da Avenida Dr. Almeida de Lima, e Avenida 9 de Julho com Praça das Guianas. A Praça Jorge de Lima, sentido centro-bairro também foi tomada pelas águas. Às 14h25, foi decretado estado de atenção na zona leste, às 14h40 na sul, às 15h15 no centro, Marginais do Tietê e do Pinheiros e às 16 horas na região norte. Técnicos da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) interditaram parcialmente o túnel do Vale do Anhangabaú, no sentido Santana-Aeroporto. O trecho só foi liberado às 17h10.A Avenida 23 de Maio, no sentido centro-bairro, junto ao Viaduto Euclides Figueiredo também ficou alagada. Os veículos foram desviados pelas Avenidas Pedro Álvares Cabral, Indianópolis e Rubem Berta. Por precaução, o Túnel Ayrton Senna foi fechado. Nazário acredita que as chuvas fortes possam se repetir neste sábado Também há previsão de que o dia 31 seja parcialmente nublado, com possibilidade de chuva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.