Chuva põe defesa civil em alerta no litoral norte paulista

Equipes da Defesa Civil das quatro cidadesdo litoral norte paulista monitoraram, durante toda a tarde desta terça-feira, áreas deencosta e pontos de alagamento. De todo o litoral norte, o município de São Sebastiãofoi o mais atingido. Foram vários pontos de alagamento na região central, costa nortee costa sul, devido à forte chuva e à maré alta.A Defesa Civil recebeu cerca de 20 chamados. Até às 19 horas desta terça-feira, nenhuma família havia sido retirada de sua casa. ?Por enquanto não há desabrigados. A chuva continua e estamos monitorando as áreas de risco?, informou o chefe da Defesa Civil, Luiz Figueiredo.Em Caraguatatuba, a chuva começou por volta das 15h30 e em uma hora alagou ruas e casas dos bairros Pegorelli, Perequê-Mirim, Porto Novo e Travessão. No centro da cidade, a quantidade de água provocou alagamento na avenida da praia e complicou o trânsito.Segundo a Defesa Civil, foram 15 chamadas nas primeiras duas horas de atendimento à população. Em Ubatuba não houve problemas de enchentes, mas fiscais da Defesa Civil percorreram as encostas para verificar as áreas de risco. No município de Paraibuna, o Córrego Lavapés encheu e castigou os moradores da Vila Fátima que tiveram suas casas invadidas pela água. Esta não é a primeira vez que os moradores perderam móveis e eletrodomésticos.Na cidade de Piquete, onde a chuva também foi forte, houve o desmoronamento de uma casa na Vila Cristiana. Segundo informações do Corpo deBombeiros, no local moravam quatro pessoas, mas ninguém ficou ferido. A família foi levada para um alojamento temporário e será assistida pelo Departamento de Promoção Social da Prefeitura de Piquete.A chuva desta terça-fveira também preocupou osmoradores do Jardim do Sol, em Taubaté. Um muro de contenção de encosta desabou no temporal do último domingo e, nesta terça-feira, as casas voltaram a sofrer com enchentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.