Chuva provoca 18 pontos de alagamento em São Paulo

Com intervalos de chuva forte e garoa, o domingo não animou os paulistanos. Aliás, causou o transtorno de sempre: os alagamentos, que chegaram a 18 pontos. O Rio Tietê ficou a 40 centímetros de transbordar, na altura da Ponte Aricanduva, na zona leste. A temperatura mínima foi de 18,8 graus e máxima de 21,9 graus. O bairro de Perus, zona norte de são Paulo, foi o que mais sofreu com a chuva, principalmente entre meia-noite de sábado e 6 horas de hoje, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura. Apesar disso, a região onde choveu mais nesse período foi a zona oeste. O CGE decretou estado de alerta por quase três horas. A chuva, que atingiu a capital a partir da noite de sexta-feira, foi causada por áreas de instabilidade da frente fria que está sobre o Sudeste. O meteorologista Carlos Repelli, da empresa InfoTempo, explicou que a frente fria foi intensificada por variáveis meteorológicas, como vento, pressão, instabilidade. Na Marginal do Tietê, houve pontos de alagamento sob a Ponte dos Remédios, Freguesia do Ó, Anhangüera e Fepasa, no sentido Penha-Lapa. Na zona norte, a água quase cobriu alguns carros que estavam estacionados nas Ruas José Fiúza Guimarães e Eulálio da Costa Andrade. Durante o dia, o CGE registrou 18 pontos de alagamento. No fim do dia, havia apenas 6. Previsão - A previsão da InfoTempo para amanhã é de céu parcialmente nublado, com chuva ocasional e pancadas isoladas em todo o Estado. Pode chover mais forte nas cidades do leste, na divisa com Minas Gerais, na área de Ribeirão Preto e Campinas. As temperaturas continuarão entre 19 e 24 graus na capital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.