Chuva provoca alagamentos e quedas de árvores em São Paulo

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) já registra doze pontos de alagamento na capital paulista na noite desta segunda-feira, devido à forte chuva acompanhada de ventos e raios que atinge a cidade. Quatro deles são intransitáveis.Um deles está na Avenida Maria Coelho de Aguiar, na altura da Praça Alceu Amoroso Lima, sentido bairro. Outro ponto de alagamento está na Praça da Bandeira, no desemboque do Túnel do Anhangabaú. Na Avenida Francisco Matarazzo o trânsito também está impedido pelo alagamento na altura da Avenida Pompéia, em ambos os sentidos. Outro ponto de alagamento está na Avenida Radial Leste-Oeste, com a Avenida Álvaro Ramos, no sentido bairro da via.Uma árvore caiu sobre uma casa na Rua Professor Andreoli, na altura do número 273, no Parque São Luís. De acordo com a Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu por volta das 19 horas e ninguém se feriu. Uma outra árvore caiu sobre um carro na Rua Des Vale, na altura do número 461, em Perdizes, zona oeste de São Paulo, por volta das 19h30. Ninguém ficou ferido.O motorista que trafega pela capital paulista na noite desta segunda-feira enfrenta um congestionamento de 115 quilômetros, bem acima da média para o horário das 20 horas, que é de 56km.De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), os piores trechos estão na pista expressa da Marginal Pinheiros, sentido Interlagos, onde o engarrafamento é de cerca de oito quilômetros, entre as pontes Ary Torres e Transamérica. No corredor norte-sul, formado pelas avenidas 23 de Maio, Rubem Berta e Moreira Guimarães, sentido Santana, o motorista reduz a velocidade por aproximadamente seis quilômetros, desde o Viaduto Indianópolis até as proximidades da Ponte Jaceguai. Já na pista expressa da Marginal do Tiete, sentido Lapa-Penha, a lentidão é de cerca de cinco quilômetros, desde a ponte Limão até a Rua Azurita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.