Chuva provoca alagamentos e transforma dia em noite em SP

A forte chuva que cai sobre São Paulo desde a madrugada desta segunda-feira, 26, já provocou sete pontos de alagamentos, todos transitáveis, aumentando o congestionamento na capital. Acompanhada de queda de temperatura e de ventos fortes, a tempestade desta manhã deixou o céu da capital escuro, por volta das 8h30.Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), às 9h30 foram registrados 123 quilômetros de lentidão, bem acima da média para o período, que é de 81 quilômetros. O pior trecho de morosidade está na marginal do Pinheiros, com nove quilômetros de trânsito complicado entre a ponte Transamérica e rua Tucumã, na pista expressa que segue em direção à Castelo Branco.De acordo com Centro de Gerenciamento de Emergências, os pontos alagados ficam nas avenidas Maria Coelho Aguiar, Professor Francisco Morato, Paulista, na altura na Rua Haddock Lobo, na Marginal do Pinheiros, na altura da Ponte do Jaguaré, na Rua Maria Domitila, na Praça Gaúcha e na Rua da Figueira, junto à estação do metrô D. Pedro.PrevisãoUma frente fria associada a um ciclone extratropical avançou em direção ao Sudeste e ao Centro-Oeste do país, trazendo a chuva para essas regiões, que veio acompanhada de vento forte e frio. O sistema, que provocou chuva forte em São Paulo desde a madrugada, vai manter as condições de vendaval nas próximas 24 horas. Segundo a previsão de Josélia Pegorim, da Climatempo, a partir de amanhã, a temperatura vai cair em São Paulo e o litoral do Estado pode ter ressacas. O ar mais seco ainda predomina sobre o Espírito Santo, sobre boa parte de Minas Gerais, sobre o centro-norte de Goiás e de Mato Grosso. O tempo segue firme também no Acre, no centro-norte de Rondônia, no centro-sul do Pará, no Tocantins e em grande parte do interior nordestino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.