Chuva provoca uma morte e desabriga 100 famílias em Sergipe

Pelo menos uma pessoa morreu e 100 famílias estão desabrigadas pelas chuvas do final de semana em Sergipe. Duas pessoas estão desaparecidas. As cheias também destruíram plantações na região centro sul do Estado. O município de Simão Dias, a 100 quilômetros de Aracaju, foi o mais afetado. Também foram atingidos Lagarto e Itaporanga D´Ajuda. A aposentada Belita Valadares, de 76 anos, morreu soterrada quando socorria a empregada.A enchente destruiu a merenda escolar e todo o material de almoxarifado da Prefeitura. Dois veículos foram arrastadas pela água, que danificou grande parte da frota municipal. A queda de duas pontes deixou a cidade praticamente ilhada. Caíram a ponte que dá acesso ao município de Lagarto e a que liga Simão Dias a Pinhão. Outra ponte danificada é a que liga o município a Paripiranga, na Bahia. As chuvas já eram esperadas pelo Centro de Meteorologia. "Quando essas frentes chegam à Bahia e a Sergipe encontram condições favoráveis e provocam chuvas torrenciais. Isso é natural e se estende até abril", disse o meteorologista Overland Amaral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.