Chuva recorde causa transtornos em Salvador

Cidade tem ruas interditadas, alagamentos, congestionamentos, queda de energia elétrica e deslizamentos de terra

Tiago Décimo, O Estado de S. Paulo

10 Outubro 2013 | 15h42

SALVADOR - A forte chuva que cai em Salvador causa uma série de transtornos na cidade. Vias e estradas interditadas, alagamentos, grandes congestionamentos, queda de energia elétrica, deslizamentos de terra e quedas de árvores estão sendo registrados desde a noite de quarta-feira, 9. Segundo a Defesa Civil do município, até o meio-dia foram contabilizadas 90 ocorrências.

Na mais grave, uma casa desabou, no bairro de Pau da Lima, mas não há registro de feridos. Uma cratera que surgiu em uma rua do bairro do Uruguai, no Subúrbio Ferroviário, engoliu uma carreta carregada de ferro. De acordo com informações da Defesa Civil, existe o risco de o buraco aumentar e atingir os imóveis da região.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o volume de chuvas registrado entre as 9 horas de ontem e as 9 horas desta quinta foi de 137,6 milímetros. Trata-se do recorde do ano e supera a média histórica de chuva na cidade em outubro, de 123 milímetros.

Segundo o prefeito Antônio Carlos Magalhães Neto, a administração municipal trabalha em regime de plantão para evitar mais transtornos. "Desde ontem, os órgãos da prefeitura estão em alerta e trabalhando 24 horas para atender as demandas referentes à chuva", afirma.

Mais conteúdo sobre:
ChuvaSalvador

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.