Chuva rompe rede da Sabesp na avenida Sumaré

A forte chuva que caiu na cidade de São Paulo na tarde de segunda-feira causou uma fissura em um poço de visita da Sabesp, que acabou rompendo o asfalto da avenida Sumaré, na altura da rua Aimberé, sentido Pinheiros, no Sumaré, zona oeste da cidade.Segundo a Sabesp, por volta das 9h30 desta terça-feira, houve um solapamento no poço de visitas, que dá acesso à rede de esgoto da região. Uma equipe foi deslocada ao local e há previsão de que os serviços de reparos fiquem prontos por volta das 20 horas desta terça-feira. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a interdição da faixa direita da avenida não causa lentidão no trânsito na região.De acordo com informações da Defesa Civil, dois homens ficaram feridos no início da tarde desta terça-feira, na zona sul de São Paulo, depois de um deslizamento de terra causado pelas chuvas de segunda-feira. O Centro de Operações dos Bombeiros (Cobom), informou que os dois homens, um de 23 e outro de 40 anos, foram levados ao Hospital das Clínicas com escoriações.Outro homem de 52 anos também teve ferimentos leves após um desabamento de um muro em São Mateus, zona leste da capital. O acidente aconteceu por volta das 12 horas e a vítima foi encaminhada ao pronto-socorro Santa Marcelina.MultasA prefeitura de São Paulo e a CET vão suspender as multas por rodízio municipal em São Paulo aplicadas na segunda-feira. Segundo a CET, o motorista que receber a infração referente a data, pode entrar com recurso para cancelá-la.A medida foi tomada pois na segunda-feira, por conta das chuvas, o congestionamento chegou a 171 quilômetros às 19h30, fazendo com que motoristas com placas de final 1 e 2 - que não podem circular às segundas-feiras - não conseguissem chegar aos seus destinos antes do horário estabelecido pelo Rodízio Municipal de veículos, que vigora das 17h às 20h.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.