Corpo de Bombeiros de SC/Divulgação
Corpo de Bombeiros de SC/Divulgação

Chuvas causam 12 mortes e deixam milhares de desabrigados em Santa Catarina

Segundo o governo estadual, as pessoas atingidas estão sendo levadas para abrigos improvisados

Fábio Bispo, especial para o Estadão, O Estado de S.Paulo

17 de dezembro de 2020 | 13h15
Atualizado 18 de dezembro de 2020 | 11h14

FLORIANÓPOLIS - Os temporais que atingiram Santa Catarina entre a noite de quarta-feira, 16, e a madrugada desta quinta-feira, 17, deixaram um saldo de 12 pessoas mortas, milhares de desabrigados e um rastro de destruição em 20 cidades. As equipes ainda buscam por 11 pessoas desaparecidas e os estragos ainda são contabilizados.

A cidade mais atingida foi Presidente Getúlio, no Alto Vale do Itajaí, onde morreram nove pessoas. Duas mortes ocorreram em Rio do Sul e uma em Ibirama, segundo dados da Defesa Civil.

Só em Presidente Getúlio, cidade com pouco mais de 16 mil habitantes, cerca de 10% da população ficou desabrigada ou desalojada. A cidade está com o fornecimento de energia elétrica, de telefone e de água comprometido. Segundo a meteorologia, choveu na cidade em uma única noite 70% do previsto para todo o mês de dezembro.

A BR-470, que liga o oeste do estado aos portos, ficou interditada em dois pontos, por queda de barreira e transbordamento de um ribeirão. Na Grande Florianópolis, ruas ficaram alagadas e houve registro de deslizamentos sem vítimas.

A Defesa Civil de Santa Catarina mantém os alertas para temporais no Vale do Itajaí, Litoral Norte, Grande Florianópolis, Litoral Sul, e parte dos Planaltos Sul e Norte. Segundo comunicado, “há risco ‘muito alto’ de deslizamentos no Alto Vale do Itajaí e risco ‘alto’ no Médio e Baixo Vale e Grande Florianópolis. Não se descarta o risco de alagamentos e enxurradas nestas regiões”.

Por conta do mau tempo, o governador não conseguiu se deslocar para o Alto Vale. O estado vai instalar uma base do Grupo de Ações Coordenadas (Grac) em Rio do Sul, para acompanhar a situação no Alto Vale. Segundo assessoria do governo, o presidente Jair Bolsonaro ligou para o governador para manifestar pesar pelas vítimas e informou que o secretário nacional de Defesa Civil chega a Santa Catarina ainda nesta quinta-feira, 17, para acompanhar a situação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.