Chuvas causam inundações e morte no Vale do Paraíba

Nas cidades da região, há centenas de desabrigados; 1 óbito já foi confirmado

João Carlos de Faria, Especial para o Estado

01 Janeiro 2010 | 14h43

A chuva que atinge o Vale do Paraíba e Litoral Norte desde a noite de ontem está causando transtornos em várias cidades da região. Na ocorrência mais grave registrada até às 12h de hoje, uma família inteira havia sido soterrada no bairro da Barra, zona rural de Cunha. Uma pessoa foi retirada sem vida.

 

 

Segundo a Polícia Militar, há dificuldade em socorro, por conta de barreiras nas estradas que ligam o município às cidades vizinhas, deixando a população ilhada. Em São Luiz do Paraitinga, o rio Paraitinga subiu três metros e pelo menos 500 famílias foram atingidas.

 

 

A água também desalojou cerca de cem famílias em Aparecida, no bairro da Ponte Alta, onde o rio Paraíba transbordou. Duas família tiveram que ser abrigadas numa escola da cidade. Várias ruas estão alagadas no local.

 

 

O rio Paraíba também preocupa a população dos bairros Jardim Primavera e Chácaras Agrícolas, onde diversas casas foram inundadas devido à cheia do rio, que atingiu 3,20 metros acima de seu nível normal. Oito famílias estão abrigadas numa escola.

 

 

Ubatuba também está com problemas, pois as fortes chuvas que atingem a região estão provocando alagamentos e, segundo o Corpo de Bombeiros, há pessoas ilhadas nos bairros Praia Grande, Itamambuca, Parque Guarani e Itaguá. Em Caraguá, há pontos de alagamentos no bairro Ipiranga.

 

 

ESTRADAS

A rodovia SP 50, que liga São José dos Campos a Monteiro Lobato, está parcialmente interditada, na altura do bairro dos Freitas, devido à queda de barreira. Pelo menos outros oito pontos da estrada estão em situação crítica.

 

 

Outras estradas da região, como a Oswaldo Cruz (SP 125), que liga Taubaté a Ubatuba e a Floriano Rodrigues Pinheiro, que leva a Campos do Jordão, também apresentam diversos pontos ameaçados por barreiras. Na SP 121, no km 7,7, próximo de Taubaté, o acostamento cedeu e quase atinge a pista sentido Ubatuba-Taubaté.

 

 

A rodovia Presidente Dutra tem dois pontos que exigem maior atenção do motorista: no km 75, em Aparecida, continuam interditados a pista da direita e o acostamento, sentido Rio de Janeiro, e no km 102, em Pindamonhangaba, a faixa da direita, sentido São Paulo, foi interditada por segurança, por conta de uma obra realizada no local recentemente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.