Chuvas causam morte de criança em MG e de 2 pessoas no RS

Menino de 4 anos é a 28ª vítima dos temporais em MG; no RS, criança de 1 ano e meio morre em Capão do Leão

Fabiana Marchezi e Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

29 de janeiro de 2009 | 11h22

Temporais causaram a morte de mais três pessoas no País. As fortes chuvas da quarta-feira, 28, mataram um menino de 4 anos em Minas Gerais. No Rio Grande do Sul, duas pessoas foram vítimas do temporal: uma criança de 1 ano e meio e uma mulher de 55 anos. Para esta quinta, a previsão é de mais chuva forte, principalmente em São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, sul de Goiás, de Mato Grosso e em Rondônia.   Veja também: Chuva provoca interdição de 3 rodovias no Rio Grande Sul Após enchentes, aulas começam mais tarde em escolas de SC  Defesa Civil alerta para chuva forte em SC até sexta   Todas as notícias sobre vítimas das chuvas       Em Minas, o menino de 4 anos é a 28ª vítima das enchentes que atingem o Estado desde setembro do ano passado. Gênison Romualdo Ventura morreu soterrado dentro de sua casa na cidade de Nova Belém, na última terça-feira, 27. O Estado já tem 125 municípios em situação de emergência.   Ainda segundo a Defesa Civil, 176 cidades foram afetadas de alguma forma pelas chuvas, prejudicando 834.594 pessoas. Desse total, 89.555 continuam desalojados - os que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares - e outros 9.744 permanecem desabrigados - pessoas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos.   Rio Grande do Sul   A criança vítima das chuvas no RS morava em Capão do Leão. A outra morte, de Vilmar da Silva Grillo, de 55 anos foi registrada na cidade de Turuçu. Segundo a Defesa Civil Estadual, outras quatro pessoas estariam desaparecidas no distrito de Hidráulica, na região de Capão de Leão.   Vilmar da Silva Grillo foi encontrado dentro de sua casa, que estava alagada, na localidade de Corrientes, na região de Turuçu, a cidade mais afetada pela chuva, de acordo com a Defesa Civil. Ainda não há informações sobre o que teria causado a morte da vítima.   Na região entre Capão do Leão e Pelotas, um trem descarrilou em consequência do alagamento dos trilhos, sobre a Rodovia BR-392, na madrugada desta quinta-feira, 29. O maquinista, cujo nome não foi divulgado, seguia desaparecido até as 9h30, segundo a Defesa Civil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.