Chuvas dão trégua e nível dos rios começa a baixar em Pernambuco

Compota da Barragem de Carpina foi aberta para evitar inundação; nº de mortos no NE segue 57

Fabiana Marchezi, da Central de Notícias

30 de junho de 2010 | 14h47

SÃO PAULO - Com a trégua da chuva nesta quarta-feira, 30, o nível dos rios começou a baixar em Pernambuco. Na terça, a Secretaria de Recursos Hídricos e Energéticos (SRHE) efetuou a abertura completa de uma das duas comportas da Barragem de Carpina, localizada na Bacia do Capibaribe.

 

Veja também:

linkQuem voltar a área de risco de Pernambuco será preso

linkAlagoas decreta estado de emergência de saúde pública

linkSaiba onde fazer doações para as vítimas

 

A medida visa minimizar o efeito da invasão das águas, já que a elevação do nível da barragem estava prestes a provocar a inundação da PE-50, no trecho que liga as cidades de Limoeiro e Feira Nova, no Agreste Setentrional.

 

Em conjunto com o Departamento de Estradas e Rodagens (DER), foi determinada a interdição da rodovia até que a água volte ao nível normal. Segundo a secretaria, a operação de abertura das comportas é imprescindível para a manutenção de um nível seguro de acumulação das águas na Barragem, levando-se em conta que a barragem de Jucazinho, que também está localizada na Bacia do Capibaribe, está vertendo (sangrando), resultando numa elevação do nível da barragem de Carpina.

 

A barragem de Carpina, utilizada para contenção de cheias encontra-se atualmente com 116,7 milhões de metros cúbicos - o que corresponde a 43% de sua capacidade total que é de 270 milhões de metros cúbicos.

 

O procedimento de abertura das comportas é acompanhado pela Coordenadoria de Defesa Civil (Codecipe), que tomará as medidas necessárias para minimizar os efeitos da elevação do nível da água do Capibaribe nos trechos após a Barragem de Carpina, garantindo a segurança das populações ribeirinhas.

 

Até a manhã desta quarta, em Pernambuco e Alagoas, que foram castigados pelas chuvas nas últimas semanas, foram confirmadas 57 mortes. Nos dois Estados, 95 municípios foram prejudicados de alguma foram pelas enchentes e mais de 157 mil pessoas tiveram de deixar suas casas.

Tudo o que sabemos sobre:
PernambucoAlagoaschuvasNordeste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.