Chuvas deixam 10 mil desalojados no RS

Massa de ar frio chega ao Sudeste no fim de semana

Carlos Alberto Fruet, O Estadao de S.Paulo

27 Setembro 2007 | 00h00

Cerca de 10 mil pessoas tiveram de deixar sua casas em Eldorado do do Sul, cidade de 31 mil moradores na região metropolitana de Porto Alegre, por causa das chuvas que atingem o Rio Grande do Sul e já deixaram quatro mortos. A cidade teve quase toda a sua área urbana invadida pelas águas do Rio Jacuí. O local mais atingido foi o centro. A maioria dos desalojados retirou móveis e eletrodomésticos em barcos, carretas e tratores e está abrigada no ginásio municipal. O vice-prefeito Sergio Munhoz (PT) disse que o município já decretou situação de emergência. ''''É o mínimo que podemos fazer para tentar colocar tudo em ordem.'''' Munhoz ressalta que, mesmo com a invasão das águas, muitos moradores relutam em deixar suas casas. ''''Eles temem que aconteçam roubos e, por isso, continuam lá''''. O drama continua em outros municípios atingidos pelas águas, como São Sebastião do Caí que, na madrugada de ontem, teve três casebres arrastados pela força da correnteza do Rio Caí, que está quase 12 metros acima do seu nível normal. PREVISÃO As chuvas devem permanecer fortes até sábado em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. Os temporais, que atingem os Estados desde sexta-feira, colocaram dez municípios gaúchos em estado de emergência. ''''Há áreas de instabilidade na região, que podem gerar uma nova frente fria nos próximos dias'''', afirma Morgana Almeida, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A previsão é que a massa de ar frio originária no Sul venha para a Região Sudeste no fim de semana, provocando chuvas em São Paulo, Rio, Espírito Santo e no sul de Minas. A capital paulista, que registrou uma brusca queda de temperatura nos últimos dias, deve ter um clima mais abafado hoje, com máxima de 27 graus. Os temporais esperados para sábado devem trazer o frio de volta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.