Chapada Notícias/Estadão
Chapada Notícias/Estadão

Chuvas deixam ao menos 11 mortos em Lajedinho, na Bahia

Seis pessoas estão desaparecidas e há centenas de desabrigados na cidade que fica a 350 km de Salvador

Heliana Frazão, Especial para o Estado

09 Dezembro 2013 | 11h34

SALVADOR - Olhando de cima, a cidade de Lajedinho, localizada na Chapada Diamantina, a cerca de 350 quilômetros de Salvador (BA), parece um monte de entulho. O cenário desolador foi provocado por uma tromba d´água que atingiu o município na noite de sábado, 7, provocando ao menos 11 mortes e deixando 6 desaparecidos, feridos e centenas de desabrigados. A enxurrada inundou a cidade, derrubou casas, árvores e arrastou carros.

Nesta segunda-feira, 9, a população, tenta se refazer do susto, contabiliza os prejuízos e chora os seus mortos. Os corpos foram levados para o Instituto Médico-Legal (IML) da cidade de Itaberaba. O município de Lajedinho é um dos menores da Bahia, com aproximadamente 4 mil moradores. Há anos não chovia forte na região. O local enfrentava a seca.

O prefeito Antonio Mario Lima decretou estado de emergência e luto oficial por três dias, a partir de hoje. Entre o fim da noite de sábado e o início da madrugada de domingo, choveu 120 milímetros, que equivaleria a quase dois meses de chuva, no local, conforme informações da Superintendência da Defesa Civil do Estado (Sudec).

"A estiagem prolongada deixou o solo impermeável, bloqueou a entrada da chuva e a água escorreu pelos vales, atingindo a cidade em cheio", contou o prefeito. Ele diz não saber o que fazer com relação à documentação da prefeitura, completamente perdida, pois a água invadiu o prédio do Executivo municipal.

As vítimas estão sendo abrigadas em casa de parentes conhecidos, ou em escolas e ginásios na região, enquanto aguardam por doações. Muitas famílias perderam tudo o que possuíam. Os prejuízos alcançaram também o comércio da cidade.

O vice-governador da Bahia, Otto Alencar, esteve na cidade, no domingo, e constatou o cenário de destruição. "Não vamos poupar esforços para ajudar a população. É muito sofrimento", disse ele.

Mais conteúdo sobre:
ChuvaBahiaLajedinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.