Chuvas deixam ao menos 200 desabrigados no RS

Pelo menos 200 pessoas continuavam desabrigadas no interior do Rio Grande do Sul ao final da tarde desta segunda-feira em conseqüência das enxurradas do final de semana. Os municípios de Erechim, Sertão Santana e Itati decretaram situação de emergência. Os prefeitos de Três Cachoeiras, Maquiné, Morrinhos do Sul, Barra do Ouro, Barra do Ribeiro, Mampituba e Cerro Grande do Sul também devem recorrer ao decreto nos próximos dias. Um cálculo da Defesa Civil indica que 914 casas ficaram danificadas e 64 foram destruídas por ventanias ou enchentes dos rios.Três mortes foram atribuídas às chuvas no Rio Grande do Sul. Na sexta-feira, Alda Ribeiro, 52 anos, e Avaci Borba, 44 anos, morreram afogados em Erechim. No domingo, Walter Steller, 60 anos, foi vítima de mal súbito durante o temporal, em Morrinhos do Sul.Embora tenha chovido pouco na segunda-feira, diversas comunidades ainda sofriam as conseqüências dos aguaceiros e da ventania de domingo. Isolada pela queda de pontes e deslizamentos de terra sobre as estradas, a comunidade de Roça da Estância, em Mampituba, na divisa com Santa Catarina, recebeu mantimentos e água transportados por um helicóptero da Defesa Civil.Em Sertão Santana, na região central, a enxurrada levou sete pontes e vai forçar os produtores de arroz a escoar o que restar da safra por um desvio de3 40 quilômetros. Os prejuízos são estimados em R$ 1 milhão.

Agencia Estado,

05 de março de 2007 | 20h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.