Chuvas deixam pelo menos 320 desabrigados em Minas

As fortes chuvas que vêm castigando o interior de Minas Gerais nos últimos dois dias já deixaram pelo menos 320 pessoas desabrigadas. O maior estrago foi notado em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, a cerca de 400 quilômetros da capital. Lá, o rio Santo Antônio transbordou e alagou quase todas as casas que ficam às margens do leito. Nas partes mais baixas da cidade, a água chegou até o teto das residências, segundo informou o Corpo de Bombeiros, que registrou 54 pedidos de vistoria.Em Belo Horizonte, a Defesa Civil e a Companhia Urbanizadora de Belo Horizonte (Urbel) registraram 70 solicitações de vistoria em áreas de risco. Na periferia da cidade, um barranco deslizou, mas não houve vítimas. Também ocorreram quedas de muro e de um barraco que estava em má conservação.O temor dos moradores da capital é que as chuvas dessa época do ano provoquem desastres semelhantes aos que ocorreram no mesmo período de 2003, quando algumas casas construídas nas encostas dos barrancos foram soterrados. Por enquanto, as áreas consideradas mais críticas em Belo Horizonte são os aglomerados do Taquaril, da Serra e da Barragem Santa Lúcia.As águas também castigaram Carmópolis, na região Centro-Oeste do Estado, onde 18 pessoas estão desabrigadas. De acordo com a Defesa Civil, sete casas sofreram avarias e outras três desabaram. Também não houve vítimas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.