Chuvas deixaram 15 mil desalojados no Rio Grande do Sul

Governo do RS envia material de ajuda humanitária para afetados; já são 28 cidade em estado de emergência

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

22 Novembro 2009 | 13h01

Pelo menos 15 mil moradores do Rio Grande do Sul ficaram desalojados por conta dos temporais que atingiram o Estado nos últimos dias, segundo a Defesa Civil Estadual. Deste total, aproximadamente seis mil ainda estavam nessa situação neste domingo, 22. As demais já voltaram as suas casas, de acordo com a Defesa Civil estadual. Permanecem desabrigadas em torno de mil pessoas. O número de residências e prédios danificados é calculado em cerca de 15 mil.

 

Veja também:

linkRS tem pelo menos 74 mil consumidores sem energia elétrica

linkGaúchos reparam estragos sob ameaça de mais chuva

 

Por conta das chuvas, 28 municípios já decretaram situação de emergência, número que deve aumentar nesta segunda-feira, 23, segundo previsão da Defesa Civil. O número de municípios gaúchos que decretarão estado de emergência devido às fortes chuvas que ocorrem na região poderá passar dos atuais 28 para 40, segundo o governo do Estado do Rio Grande do Sul. Os três últimos a declararem situação de emergência foram São Jerônimo, Sapucaia do Sul e Balneário.

  

Neste sábado, 21, os municípios de Uruguaiana, Itaqui, Quaraí e Santa do Livramento foram fortemente atingidos pelas chuvas. A Defesa Civil está monitorando o rio Uruguai e outras cidades da região.

 

Auxílio

 

O Governo está auxiliando as vítimas dos temporais e monitorando os municípios, além de enviar material de ajuda humanitária às localidades afetadas pelos últimos temporais com rajadas de vento e chuvas. Mais de 27 mil telhas já foram remetidas a 17 municípios, somente entre a noite de sexta-feira, 20, e o início da tarde deste sábado, 21. Também foram enviados dois mil kits de colchões, cobertores, lençóis e travesseiros, e 2.400 cestas básicas.

 

Os municípios beneficiados são Butiá, Capão da Canoa, General Câmara, Minas do Leão, Montauri, Montenegro, Nova Petrópolis, Passo do Sobrado, Picada Café, Santa Maria, São José do Hortêncio, Sobradinho, Tabaí, Taquari, Tramandaí, Vale Verde e Vila Nova do Sul.

 

Recuperação de escolas

 

O Governo do Rio Grande do Sul liberou R$ 2 milhões para a recuperação das escolas em Gravataí, na Grande Porto Alegre, e no Litoral do Estado, afetadas pelos temporais dos últimos dias. Cada região receberá R$ 1 milhão. Em Gravataí, serão beneficiadas oito escolas e no Litoral, 11.

 

A reconstrução nas três escolas mais danificadas deverão começar nos próximos dias. Em pior estado está o Instituto Estadual de Educação Barão de Tramandaí, com 1.200 alunos. As aulas foram suspensas devido ao destelhamento e rachaduras nas paredes.

 

O diretor do educandário, Pedro Paulo Amaral da Silva, vai remanejar todos os alunos para outras escolas do município. As demais escolas são a Sueli Vaccari Osório, também de Tramandaí, e a Patrulhense, de Santo Antônio da Patrulha.

Mais conteúdo sobre:
chuvas Rio Grande do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.