Chuvas desabrigam centenas em Minas

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) calcula em 275 o número de desabrigados em Minas Gerais devido às chuvas que há dias atingem várias regiões do Estado. As cidades de Caaratinga e Visconde de Rio Branco já haviam decretado estado de calamidade pública e outras quatro ? Iguatama, Açucema, Governador Valadares e Carmópolis de Minas ? decretaram estado de emergência. Neste domingo, o ministro dos Transportes, Anderson Adauto, e o secretario estadual de Transportes, Agostinho Patrus (PTB), visitaram um trecho da BR-267, na altura do quilômetro 156, no município de Lima Duarte, na zona da mata mineira.As chuvas fortes provocaram o entupimento da rede pluvial, que passa debaixo do asfalto. A tubulação não suportou a pressão da água e estourou, abrindo uma cratera de 10 metros na pista e obrigando os motoristas a um desvio de aproximadamente 190 quilômetros.Eles também acompanharam a situação no município Visconde do Rio Branco, onde, na última sexta-feira, uma tromba d?água provocou o transbordamento dos rios Xopotó e Piedade, causando muitos estragos. O prefeito do município decretou estado de calamidade pública. ?Até agora, apesar da dificuldades, eu posso dizer que a situação está sob controle?, disse o governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), que se reuniu hoje com o chefe do gabinete militar, coronel James Ferreira Santos. O governador solicitou o aumento da vigilância das áreas atingidas e com riscos de novos prejuízos. Segundo o diretor de programação do Cedec, capitão Edgar Estevo da Silva, esta semana o órgão estará iniciando uma campanha na Grande Belo Horizonte de doação de alimentos e roupas para as vítimas da chuva em Minas.Desde agosto do ano passado, o Cedec contabiliza 11 mortes no Estado por deslizamentos nas áreas de riscos e alagamentos. A última morte ocorreu na sexta-feira, em Riberão das Neves, na região metropolitana da capital mineira. Uma criança de três meses foi soterrada quando um barranco deslizou e atingiu o barraco onde morava.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.