Corpo de Bombeiros de Minas Gerais
Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

Chuvas em Minas Gerais já deixam 2,4 mil desabrigados

São seis mortos desde o início do período chuvoso em outubro; 63 cidades decretaram situação de emergência

Aline Reskalla, especial para o Estadão

29 de dezembro de 2021 | 20h33

As fortes chuvas que castigaram o sul da Bahia nos últimos dias estão se deslocando para Minas Gerais, onde já provocam estragos. Desde terça-feira, dia 28, 8.919 pessoas foram afetadas pelos temporais no estado, das quais 2.401 estão desabrigadas, segundo balanço divulgado nesta quarta-feira, dia 29, pela Defesa Civil. Desde o início do período chuvoso, em outubro, seis pessoas morreram.

Em Salinas, no Norte de Minas, 38 idosos precisaram ser retirados de um asilo tomado pela água, e moradores de regiões ribeirinhas ficaram ilhados. Quatro pontes da cidade foram interditadas, praticamente dividindo o município em “dois hemisférios”, de acordo com a Defesa Civil. Desde segunda-feira, o município de 42 mil habitantes registrou 67 ocorrências relacionadas às chuvas, entre inundações, risco de queda de residências e pessoas ilhadas”, segundo o Corpo de Bombeiros.

O governador Romeu Zema visitou a cidade nesta quarta-feira e disse que todos os esforços estão sendo feitos para apoiar a região. As chuvas causaram transtornos também em Montes Claros, onde oito bairros foram inundados e uma casa desabou, em Rio Pardo de Minas e em Porteirinha. O principal motivo para as inundações foi o aumento do volume dos rios Salinas, Bananal e Ribeirão, que cortam as cidades, atingindo áreas urbanas e rurais.

Mais chuvas fortes, com volume semelhante às que atingiram a Bahia, são esperadas para Minas Gerais nos próximos dias, pelo menos até o domingo 2 de janeiro. As regiões em alerta, conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) são Centro, Triângulo Mineiro, Oeste, Campo das Vertentes, Zona da Mata, Sul de Minas, Vale do Aço, Vale do Rio Doce e região metropolitana de Belo Horizonte.

Até o momento, 63 cidades em Minas decretaram situação de emergência por chuvas intensas, sendo 53 com reconhecimentos federal e estadual e outras 10 em análise por expedirem decreto individualmente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.