Gildo Lima
Gildo Lima

Chuvas em Salvador causam 109 deslizamentos de terra

Cerca de 15 famílias estão desabrigadas e 12 desabamentos são registrados pela Defesa Civil

Gheisa Lessa - Central de Notícias,

21 Maio 2012 | 13h46

São Paulo, 21 - Cerca de 15 famílias ficaram desabrigadas ou desalojadas pelas chuvas que incidem em Salvador, desde a última sexta-feira, 18. A Defesa Civil recebeu 237 chamados, sendo 109 referentes a deslizamentos de terra e outros 12 a desabamentos. 

Desde a última quinta-feira, 17, 302,9 milímetros de chuva foram registrados na capital baiana. De acordo com o órgão o normal esperado para o mês é de 349,5mm. O maior pico de chuva aconteceu no último domingo, 20, com 43 mm registrado entre às 18h e às 19h.

O maior índice desta segunda, segundo a Codesal (Defesa Civil de Salvador), aconteceu durante a madrugada, entre às 3h e 4h, com 24mm, o que causou alagamentos em vários pontos da cidade.

"O volume de água foi muito grande em um curto intervalo de tempo, por isso o acúmulo nas vias, por mais que drenagem aconteça não é suficiente para escoar toda a água", explica o subsecretário da Defesa Civil de Salvador, Osny Bomfim.

No mesmo período a Codesal cadastrou 16 famílias desalojadas e distribuiu 6.492 metros quadrados de lonas - colocadas sobre os barrancos de áreas de risco para evitar desmoronamentos - que beneficiou, ao menos, 79 famílias, conforme dados da Codesal.

"Estamos com todo o Sistema Municipal de Defesa Civil em alerta para atender prontamente as solicitações dos cidadãos. Mas é importante que cada um faça sua parte. Na podemos falar em proteção civil sem o envolvimento de toda a sociedade. É importante que não joguem lixo em áreas inadequadas, assim como não jogar água servida diretamente na encosta, nem plantar árvores frondosas em terrenos íngremes", alerta subsecretário.

Para atender todas as demandas com celeridade, a Codesal e os órgãos do Sistema Municipal de Defesa Civil (SMDC) permanecem em alerta. Segundo a Defesa Civil, engenheiros são enviados aos locais solicitados pelo telefone de emergência para verificar a situação da área.

"É fundamental que a população siga as orientações dos nossos profissionais", diz Bomfim.

No último domingo, o desabamento parcial de uma casa deixou duas crianças feridas. A Operação Chuva, da Defesa Civil de Salvador está em vigor desde o último dia primeiro de abril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.