Chuvas fortes voltam a preocupar Ribeirão Preto e Franca

Ruas e avenidas alagadas, casas invadidas e carros arrastados pelas águas. Esses foram alguns dos saldos das chuvas que caíram sobre a região de Ribeirão Preto entre o final de tarde e a noite de segunda-feira, 4. Ribeirão Preto, Franca e Orlândia tiveram muitos prejuízos materiais, mas ninguém morreu.Em Ribeirão Preto, a chuva ficou forte às 22 horas e a Avenida Francisco Junqueira, no Centro, a Via Norte e uma avenida da Vila Virgínia ficaram alagadas após os seus córregos transbordarem. Algumas casas da Vila Virgínia foram alagadas. Prédios comerciais também foram inundados.Bairros da zona sul ficaram sem energia durante um período.Segundo o presidente da Comissão Municipal de Defesa Civil, Erick Cunha Junqueira, os 69,6 milímetros de chuva não deixaram desabrigados, mas causaram preocupações. "A chuva foi menos intensa que no domingo, mas foi preocupante", disse ele. Junqueira avisou que todos estão alertas, pois estão previstas outras chuvas fortes. "Estamos trabalhando com os boletins diários da Defesa Civil do Estado", explicou Junqueira.Em Franca, uma hora de chuva forte, à tarde, causou vários estragos. Quatro carros foram arrastados pelas águas do Córrego dos Bagres, que transbordou. Dois deles foram recuperados e um terceiro bateu numa passarela e ficou destruído. O outro veículo desapareceu nas águas. Os carros estavam estacionados na avenida do córrego.Prédios comerciais sofreram prejuízos com as águas e duas casas foram inundadas. Com o risco de desabamento, duas pontes foram interditadas. Também não houve vítimas. Em Orlândia, seis casas da Vila Bucci ficaram alagadas na madrugada desta terça, 5.Quarta-feiraA Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, alertou para risco de temporais na quarta-feira, 6, nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul. Segundo o órgão, as chuvas fortes deverão persistir até quinta-feira, 7, em São Paulo, Rio de Janeiro e todas as regiões de Minas.As defesas civis estaduais foram alertadas para risco de temporal, com descargas elétricas e rajadas de vento de até 60km/h, principalmente, na quinta, na Zona da Mata, Metalúrgica e Campos das Vertentes, Alto São Francisco, Rio Doce e sul de Minas Gerais.A Defesa Civil alertou para o risco de alagamentos, deslizamentos de terra e escorregamentos de pedra, e orienta a população a buscar abrigo em lugares protegidos de raios e ventos. Os alertas foram baseados em informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e do Centro de Previsão de Tempo (Cptec).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.