GOVERNO DA BAHIA
GOVERNO DA BAHIA

Chuvas intensas se deslocam da Bahia para o Sudeste

Corredor de umidade está a caminho de Minas, Rio e São Paulo; temporal deixou 20 mortos no Estado do Nordeste;

Fernanda Nunes, O Estado de S.Paulo

28 de dezembro de 2021 | 17h05

RIO - Fortes chuvas são esperadas, nesta virada de ano, no Sudeste do País. O corredor de umidade que causou o excesso de precipitação na Bahia, onde 20 pessoas morreram em inundações, está a caminho de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, segundo a empresa de meteorologia Metsul. A projeção é de temporal nos próximos sete a dez dias.

Modelos meteorológicos que previram as enchentes no Nordeste e Norte do País, agora, projetam “um aumento substancial da chuva na Região Sudeste, com volumes mais altos concentrados em Minas Gerais”, conforme a Metsul. Belo Horizonte deve ser a mais afetada, mas não são descartados alagamentos também no Rio e em São Paulo. Na Bahia, foram 116 cidades atingidas por inundações. 

A expectativa é de que ocorram chuvas fortes em curtos períodos de tempo, capazes de provocar inundações e deslizamentos de terra. Isso preocupa os meteorologistas, já que, principalmente em Minas e no Rio, há um grande número de pessoas em áreas de risco – próximas a rios e encostas. Na Região Serrana fluminense, por exemplo, são recorrentes os deslizamentos de encostas e desabamentos de casas, no verão.

Não são descartadas, no entanto, enchentes também no Estado de São Paulo, provocadas pelo transbordamento de rios.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.