Chuvas já deixaram mais de mil desalojados no Rio desde o fim de dezembro

Em Petrópolis, na Região Serrana do Estado, três crianças morreram soterradas na madrugada desta terça, 4

Pedro Dantas, O Estado de S. Paulo

05 de janeiro de 2011 | 18h39

RIO - Um levantamento concluído nesta quarta-feira, 5, pela Coordenação da Defesa Civil do Estado do Rio mostra as chuvas já deixaram, entre 24 de dezembro e madrugada de terça-feira, 1.038 desalojados e 328 desabrigados. No entanto, de acordo com autarquia, a maioria dos atingidos já retornou para suas casas. Em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, onde três crianças morreram soterradas na madrugada de terça feira, 65 pessoas ficaram desalojadas e 23 desabrigadas. Na cidade vizinha, em Teresópolis 139 ainda estão desalojados.

 

A chuva continuou ontem nas cidades serranas, mas com fraca intensidade. A prefeitura de Petrópolis manteve o estado de prontidão dos órgãos públicos. Ontem, 46 ocorrências foram registradas pela Defesa Civil Municipal.

 

Os locais mais atingidos foram os distritos da Posse, Itaipava, Araras e os bairros centrais do Bingen e Mosela. Em Araras, distrito onde ocorreu a tragédia com as crianças, cerca de 10 mil pessoas continuavam sem energia elétrica na tarde de ontem. Um abrigo foi montado na Creche Vista Alegre, próxima ao local do acidente, para receber as pessoas que não tenham um local definido para ficar após o deslizamento da barreira, que matou as crianças.

 

Em outras regiões do estado, a situação também preocupa as autoridades. No Noroeste Fluminense, em Bom Jesus de Itabapoana, onde o rio que corta a cidade transbordou, 101 moradores estão desalojados e 125 desabrigados. Na cidade de Santo Antônio de Pádua, 70 estão desalojados e 20 desabrigados. No município de Italva, 67 continuam desalojados e nove desabrigados. Natividade tem 68 desalojados e 14 desabrigados. Em Cambuci, 39 pessoas estão desalojadas. No Norte Fluminense, a cidade de Cardoso Moreira concentra o maior número de desabrigados e desalojados com 244 pessoas impossibilitadas de voltar para suas casas. Em Campos dos Goytacazes, 185 estão desalojados e 137 desabrigados. A cidade de São Francisco de Itabapoana contabiliza 60 desalojados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.