Chuvas já fizeram cinco mortos em São Paulo

As chuvas que castigam o Estado de São Paulo neste início de ano já fizeram cinco mortes, entre elas duas crianças. A última morte aconteceu na noite de ontem. Quando trafegava na esquina da Rua Alcindo Ferreira com a Avenida Robert Kennedy, em Cidade Dutra, zona sul da capital paulista, um homem de 40 anos perdeu o controle do carro, que caiu em um córrego. Quando o carro foi retirado do córrego pelos bombeiros, o homem foi encontrado morto em seu interior. Este foi mais um dos acidentes provocados pela forte chuva de terça para quarta-feira, na capital paulista. Uma árvore caiu sobre dois veículos que estavam estacionados na altura do nº 8.000 da Estrada Turística do Jaraguá, na zona norte, e interditou a via. No final da noite, um deslizamento de terra atingiu uma residência localizada na altura do nº 163 da Rua da Fonte, no Tremembé, extremo norte da cidade, soterrando uma pessoa, que foi retirada com vida pelos bombeiros. Dutra interditada - A pista expressa da Via Dutra ficou parcialmente interditada em ambos os sentidos na altura do quilômetro 212, em Guarulhos, na Grande São Paulo, por causa de um grande ponto de alagamento. O congestionamento na pista no sentido da cidade do Rio de Janeiro atingiu no início da madrugada 5 quilômetros. No sentido da capital paulista foi de 1 quilômetro. À 1h45 da madrugada, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura, havia 14 pontos de alagamento em toda a cidade de São Paulo, sendo 9 deles intransitáveis.Por volta das 3h30 da madrugada de hoje, um muro de 15 metros de comprimento por 7 metros e meio de altura, de um condomínio localizado na Rua Izolina, no Horto Florestal, desabou sobre 5 carros que estavam no estacionamento. Não houve feridos.

Agencia Estado,

04 de janeiro de 2006 | 06h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.