Chuvas: Lula vai liberar recursos para Estados atingidos

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves, informou hoje que o governo federal deverá liberar recursos para osEstados de Minas Gerais, do Espírito Santo e do Rio de Janeiro, atingidos pelas cheias deste verão, para obras de emergência esocorro aos desabrigados. Aécio participou de reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os ministros daFazenda, Antonio Palocci, e da Casa Civil, José Dirceu, no Palácio do Planalto. Segundo ele, foi decidido no encontro que parte dos cerca de R$ 36 milhões disponíveis no Orçamento Geral da União deste ano para a Defesa Civil serão repassados a todos os Estados que foram vítimas de enchentes. O ministro José Dirceu deverá entrar em contato, amanhã, com os governadores dos três Estados para definir o valor dos repasses.Aécio disse que propôs ao governo a formação de um grupo de trabalho para identificar as áreas em que todos os anos ocorremcatástrofes. O objetivo é evitar sua repetição no futuro. Em Minas Gerais, como informou o governador, já morreram 15 pessoasvitimadas por inundações.Em todo o País, segundo levantamento divulgado na terça-feira pela a Secretaria Nacional de Defesa Civil, do Ministério daIntegração Nacional, pelo menos 51 pessoas já morreram e outras 60 ficaram feridas. De acordo com o levantamento, existem4.999 desabrigados e 19.161 desalojados nos Estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo, Bahia,Sergipe, Ceará e Alagoas. O secretário Nacional de Defesa Civil, Jorge Pimentel, disse que em abril começará a funcionar o Centro Nacional deGerenciamento de Desastres, um projeto no qual o governo federal está investindo R$ 2 milhões. Com o Centro, que funcionará24 horas por dia, o governo, segundo Pimentel, poderá avisar com pelo menos 12 horas de antecedência os governos estaduaissobre a iminência de desastres para que medidas preventivas sejam tomadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.