Chuvas matam mais três pessoas em Sergipe

Mais três pessoas morreram por causa das fortes chuvas que caem em Sergipe, no domingo. As irmãs Edjane Caldeira Evangelista, 14, e Edriane Caldeira Evangelista, 15, foram arrastadas pela correnteza, quando tomavam banho num riacho no povoado Queimadas, em Poço Redondo, a 184 quilômetros de Aracaju. Em Porto da Folha, a 190 quilômetros da capital, o agricultor Gilson Silvestre Correia, 26, também foi levado pela correnteza, ao tentar atravessar o riacho Cachoeirinha.Com isto, subiu para cinco o número de mortes no Estado provocadas pelas chuvas, desde a semana passada. Os prefeitos dePoço Redondo e Porto da Folha decretaram estado de calamidade pública em seus respectivos municípios, no início da noite dehoje. Em Porto da Folha, a correnteza arrastou o corpo de Francisco de Assis da Silva, 29 anos. Ele foi morto a tiros, nodomingo a tarde e o corpo ficou às margens do riacho Campos Novos. Hoje, o corpo foi encontrado.Além das mortes, as fortes chuvas que caíram no domingo ? das 12h30 às 21 horas ? na região do semi-árido, provocouestragos. A ponte que liga os municípios de Poço Redondo a Canindé do São Francisco, na BR-216, caiu, e a travessia só podeser feita de canoa. O prefeito da cidade, frei Enoque Salvador, disse que a cidade está ilhada. Oito famílias estão desabrigadas. De acordo com o chefe do escritório da Emdagro (Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe), Sérgio Valtemberg,nos últimos três dias choveu 175 milímetros. Durante todo mês de janeiro eram esperados, somente, 50 milímetros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.