Fábio Motta/AE
Fábio Motta/AE

Chuvas no Rio fecham Aeroporto Santos Dumont para pousos

Decolagens aconteciam com auxílio de instrumento; vários bairros sofrem com alagamentos e trânsito pesado

Talita Figueiredo, de O Estado de S. Paulo,

04 de dezembro de 2009 | 19h28

A chuva que atingiu o Rio nesta sexta-feira, 4, causou transtornos durante todo o dia. No fim da tarde, o aeroporto Santos Dumont, no centro da cidade, fechou para pouso às 17h30 e reabriu por volta das 17h50, segundo a Infraero. As aeronaves que chegavam ao Rio foram desviadas para o Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador (zona norte). As decolagens aconteciam com auxílio de instrumentos.

 

Veja também:

linkDefesa Civil interdita 123 casas em SP; chuva já fez 11 vítimas

 

Em vários bairros da cidade, alagamentos nas ruas e acidentes deixaram o trânsito ainda mais lento. Ao menos quatro árvores foram derrubadas por rajadas de ventos em Copacabana, no Alto da Boa Vista, no Estácio e na Ilha do Governador. Próximo à rodoviária Novo Rio, o galho de uma árvore caiu sobre um carro que passava pelo local com quatro pessoas. O teto do veículo foi amassado, mas ninguém ficou ferido.

 

Na Rio-Teresópolis, na altura de Magé, a chuva fez uma ambulância sair da pista e bater num poste, mas ninguém ficou ferido. Já na Rio-Santos, um acidente deixou seis pessoas feridas. Na Avenida Brasil, altura de Ramos, dois ônibus bateram e pelo menos 50 pessoas sofreram ferimentos leves.

 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) divulgou alerta especial informando que a chuva, trovoadas e ventanias permaneceriam no fim de semana. Até o fim da tarde, faltava luz em pelo menos quatro bairros da cidade.

Tudo o que sabemos sobre:
Riochuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.