Chuvas no RS deixam desabrigados e fecham trânsito em estradas

Em Santa Rosa, cerca de 60 casas ficaram alagadas; previsão é de pancadas de chuvas nesta quarta-feira

Elder Ogliari, O Estado de S. Paulo

30 de setembro de 2014 | 16h12

PORTO ALEGRE - Moradores de municípios do norte e do noroeste do Rio Grande do Sul estão enfrentando transtornos com a chuva que cai na região desde domingo. Em Santa Rosa, o córrego Pessegueiro transbordou a alagou cerca de 60 casas, forçando os moradores a procurar abrigos em casas de parentes e amigos ou em um pavilhão do parque municipal.

Em Porto Mauá, na fronteira com a Argentina, o Rio Uruguai subiu nove metros e a travessia de balsa para Alba Posse foi suspensa. Em Santo Cristo, um ônibus foi arrastado pela correnteza de um córrego que transbordou. Todos os passageiros conseguiram sair. Em Erval Grande um deslizamento de terra interrompeu o tráfego por uma estrada vicinal. Na serra, a ponte sobre o Rio das Antas, entre Bento Gonçalves e Cotiporã, ficou abaixo da água.

A previsão do 8º Distrito de Meteorologia indica possibilidade de pancadas de chuva no norte e noroeste do Estado nesta quarta-feira, 1º. Depois, o tempo permanece parcialmente nublado pelo menos até sábado. As madrugadas serão frias e as tardes quentes. A temperatura máxima prevista para o período é de 25 graus na tarde de quinta-feira e a mínima de 5 graus na madrugada de sexta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
Rio Grande do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.