Chuvas põem BH em estado de alerta

Minas Gerais continua sofrendo com as chuvas. Em Belo Horizonte, a Defesa Civil decretou estado de alerta na região centro-sul. Há riscos de desmoronamentos e algumas áreas ficaram alagadas. O volume de precipitação acumulado nos últimos três dias chegou a 180 milímetros. Para se ter uma idéia do que isso representa, basta o acumulado de 75 mm para ser deflagrado estado de alerta na cidade. O prefeito Fernando Pimentel (PT) está passando férias em Paris e só retorna ao município após o domingo.Desde a última quarta-feira, os técnicos da Defesa Civil realizaram 239 vistorias em vários pontos da capital. As chuvas prolongadas aumentaram a saturação do solo e provocaram pequenos deslizamentos de encostas, quedas de muros e barracos. Entretanto, não houve vítimas. Devido ao aumento do número de solicitações de vistorias, a Prefeitura de Belo Horizonte aumentou de 9 para 14 as equipes que estão percorrendo as áreas de risco. Até o início da tarde de hoje, dez famílias foram removidas para os abrigos públicos.No interior de Minas Gerais, os municípios mais castigados foram Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, e Carmópolis, no centro-oeste. Na primeira cidade, onde dez casas chegaram a desabar, cerca de 300 pessoas ficaram desabrigadas. Na segunda, outras 18 foram removidas para os abrigos da prefeitura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.