Ciclone mata 1 e deixa centenas de desabrigados no Sul

Uma pessoa morreu, cinco estão desaparecidas e mais de 100 ficaram desabrigadas com ferimentos leves em consequência do ciclone extratropical que atingiu 39 cidades de Santa Catarina e Torres, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul. O ciclone se estendeu das 23 horas de ontem até mais de 2 horas da madrugada de hoje, com ventos de até 150 km por hora. Em Torres, no litoral gaúcho, uma embarcação naufragou com cinco ocupantes que estão desaparecidos. A Defesa Civil de Santa Catarina informou agora pela manhã que o balanço desta ocorrência ainda é preliminar. Segundo o capitão PM Márcio Luiz Alves, gerente de prevenção da Defesa Civil, as equipes de assistência ainda não conseguiram chegar aos pontos mais afetados pela tempestade. O balanço oficial só deverá ser divulgado a partir das 16 horas.O capitão disse que o maior município atingido foi o de Criciúma, com 150 mil habitantes. Porém, em intensidade não se sabe ainda quais foram as cidades mais afetadas.Leia maisHospitais de Criciúma atendem 500 vítimas do CatarinaFalta energia em municípios de Santa CatarinaTorres teve 400 casas destelhadas e 150 desabrigadosFenômeno climático teve dois picos, diz Climer/EpagreFenômeno ainda gera dúvidasCiclone mata 1 e deixa mais de 100 desabrigados no Sul

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.