Cid Gomes nega apoio de Tasso Jereissati no Ceará

Líder nas pesquisas de intenção de voto, o candidato do PSB ao governo do Ceará, Cid Gomes, garantiu durante debate na noite de terça-feira que o presidente nacional do PSDB, senador Tasso Jereissati, não apóia sua candidatura. "O senador Tasso tem falado que vai votar nos candidatos do PSDB de cabo a rabo", disse Cid, que é irmão do ex-ministro Ciro Gomes. As relações entre Tasso Jereissati e o governador tucano Lúcio Alcântara, que é candidato à reeleição, estão estremecidas. Tasso queria que Lúcio fosse candidato ao Senado. Cid Gomes, que tem chances de ganhar a eleição no primeiro turno, também foi cobrado sobre o apoio do coronel Adauto Bezerra, que até meados da década de 80 governou o Estado. "Se o coronel Adauto me apóia é uma decisão dele. Não quer dizer que os apoios sejam feitos em cima de barganhas", afirmou Cid Gomes. Durante os dois primeiros blocos do debate, na "TV Verdes Mares", da TV Globo, Lúcio foi cobrado pelos seus adversários sobre medidas para as áreas de segurança, habitação e educação. "Meu governo foi o que gastou na área de segurança", disse o tucano. Além dele e de Cid Gomes, participaram do debate os candidatos do PSOL, Renato Roseno, e do PL, José Maria Melo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.